segunda-feira, 31 de outubro de 2016
Com a sucedida reeleição do atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PDT), o vereador reeleito e presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR) pode dormir bem mais tranquilo.
Com a vitória de Edivaldo, chegam ao fim as articulações de bastidores impulsionadas por uma eventual vitória do candidato do PMN, Eduardo Braide.
De acordo com fontes do Blog do Udes Filho, no inicio do segundo turno, um acordo avalizado por Edivaldo Holanda [o pai do prefeito], garantiu a recondução de Astro à presidência da Casa. O vereador Osmar Filho (PDT) chegou a almejou a presidência do Legislativo, mas após os acertos de bastidores, apoiará Astro e terá o apoio do grupo ou de parte do grupo, para uma candidatura futura a deputado, não tendo ainda definição se para federal ou estadual.
Conforme anunciado, hoje, por alguns blogs locais,  Astro já conta com o apoio inicial dos vereadores que fizeram parte do time de campanha de Holanda Jr : Osmar Filho (PDT), Astro de Ogum (PR), Pedro Lucas (PTB), Pavão Filho (PDT), Raimundo Penha (PDT), Nato Júnior (PP), Marquinhos (DEM), Afonso Manoel (PMDB), Barbara Soeiro (PSC), Umbelino Júnior (PPS), Honorato Fernandes (PT), Beto Castro (PROS), Fátima Vieira (PCdoB), Francisco Carvalho (PSL), Ivaldo Rodrigues (PDT),  Genival Alves (PRTB), Pereirinha (PSL), Marcelo Poeta (PCdoB), Ricardo Diniz (PCdoB),Josué Pinheiro (PSDB), Aldir Júnior (PR), Gutemberg (PSDB) e Concita Pinto (PEN).
Até o momento, o editor deste blog não teve informação sobre a  continuidade de articulações para uma candidatura concorrente à reeleição de Astro, após o fim do segundo turno.
O casal de prefeitos eleitos Hilton Gonçalo de Santa Rita e Fernanda Gonçalo de Bacabeira, estiveram nesta segunda-feira (31) visitando o gerente de Habitação regional a CAIXA o senhor Laureno Mendes. Na ocasião, Hilton e Fernanda discutiram idéias e buscaram parcerias para os programas de habitação que serão realizados a partir de 2017.

Em seu último mandato como prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, desenvolveu o programa "Nossa Casa" que contemplava pessoas que residiam em casas de Taipa. Com o programa Nossa Casa, Hilton construiu mais de 3 mil habitações em Santa Rita. 

Já  a Prefeita eleita de Bacabeira Fernanda Gonçalo, tem um desafio ainda maior, Bacabeira hoje tem um alto índice de defct habitacional, a exemplo do povoado Olho D'água, que das cerca de 90 casas do povoado, apenas uma é de alvenaria. Além de Olho D'água, outros povoados também sofrem com a grande quantidade de casas de Taipa.

Não resta dúvidas de que a experiência administrativa de Hilton Gonçalo será o fator preponderante para o sucesso do programa habitacional nas duas cidades. Vale ressaltar que Hilton Gonçalo em sua infância viveu em uma casa de taipa, por esta razão, o prefeito mais promissor do estado pretende zerar as casas de palhas de Santa Rita e Bacabeira.
Na reunião, que acontecerá na capital, o governador apresentará a equipe de Governo, e o balanço, com o principais programas e ações. Como prática comum da atual gestão, o objetivo de dialogar com todos os prefeitos, sem distinções políticas partidárias, conferindo igual tratamento.

Durante o encontro, Governador anunciará ‘ProMunicípio’ aos 217 prefeitos eleitos no Maranhão…
Um momento de diálogo e interação entre todos os prefeitos eleitos no último pleito e o Governo do Maranhão será realizado, no dia 25 de novembro, pela gestão estadual A intenção é apresentar aos líderes do executivo municipal que assumirão em 1° de janeiro de 2017 o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Governo. Na oportunidade, o governador Flávio Dino ainda fará o anuncio do Pro Município, um programa de assistência técnica aos municípios.
“Em novembro, nós vamos convidar todos os 217 prefeitos, indistintamente, para nós apresentarmos os principais programas do Governo do Estado, programas como Mais IDH, Água Para Todos, Mais Asfalto, Escola Digna. Programa de apoio aos municípios no que se refere a urbanização, pavimentação, programas no campo do esporte, na área da cultura. Nós vamos resenhar todos esses programas e mostrar para todos os prefeitos e prefeitas como eles podem fazer parcerias com o Governo do Estado, quais são os caminhos pelos quais será possível haver convergência de esforços, ou seja, conjugação de recursos municipais e estaduais para que haja melhores resultados para a população”, explicou o governador Flávio Dino.
Para o secretário de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, o encontro será importante para afinar propósitos entre os executivos estadual e municipais. “Este é um Governo democrático e assim seguirá. Estamos organizando o encontro com os prefeitos eleitos a fim de apresentar o funcionamento do Governo do Estado e também ouvi-los”, explicou Marcio Jerry.
Durante o encontro, também será anunciado o Programa ProMunicipio, que é um compromisso do governador Flávio Dino, que conta no plano de Governo. Ele oferecerá assistência técnica aos gestores, disponibilizando uma plataforma de dados com informações sobre ações do Governo em cada cidade, sobre convênios estaduais em vigência e outros números usuais aos prefeitos.

Durante o período de três dias (03 a 05 de novembro), o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Humberto Coutinho, assumirá o Governo do Maranhão.
Isto ocorrerá pelo fato de que tanto o governador Flávio Dino (PCdoB), como o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), irão tirar licença para tratar de assuntos particulares. Nesse período, o comando do Executivo passará ao chefe do Legislativo.
Com o deslocamento de Humberto Coutinho para comandar o Governo do Maranhão, caberá ao vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto, comandar o parlamento estadual durante a ausência de Coutinho.
O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), declarou hoje (31), que concluirá todo o mandato à frente da Prefeitura.
Reeleito no domingo (30), sobre ele pairou durante todo o 2º turno dúvida sobre seu destino político: adversários anunciaram que ele ele deixaria o comando do Município em 2018 para disputar uma eleição para senador ou deputado federal.
Em entrevista ao JMTV 1ª edição, o pedetista rechaçou a possibilidade.
“Nosso compromisso é ficar até o último ano da nossa gestão. Eu fui eleito para ser prefeito de São Luís e ficaremos por mais quatro anos administrando a nossa cidade e para isso tenho pedido muita sabedoria a Deus”, afirmou.
O prefeito de Grajaú, Júnior Otsuka (PT), anunciou por meio de carta à Câmara Municipal, que renunciou hoje (31) ao mandato.
Ele foi eleito em 2012.
No documento, já entregue aos vereadores (veja abaixo), o petista diz que a decisão é “de cunho pessoal” e aponta o que considera avanços da sua gestão.
Com a saída dele, assume o posto o vice-prefeito, Abmael Neto, por 61 dias. A partir de janeiro de 2017 assume o prefeito eleito, Mercial Arruda.



Candidato derrotado no 2º turno da eleição em São Luís, o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) agradeceu hoje (30) pelos mais de 240 mil votos obtidos nas urnas.
Após a oficialização do resultado, ele se dirigiu à sede do comitê central junto com aliados e fez, ainda, um pedido: quer seus eleitores fiscalizando o mandato de Edivaldo Holanda Júnior (PDT).
“Um novo dia para nascer não dependia só da vitória do 33, um novo dia nasceu quando o povo decidiu que vai cobrar e fiscalizar tudo o que foi prometido. Vai começar um novo dia quando nós sabemos que as máquinas não devem funcionar só na véspera da eleição, o poder público tem que funcionar o ano inteiro”, ressaltou o parlamentar, que garantiu retomar o trabalho na Assembleia já nesta semana.
“O trabalho recomeça essa semana para ajudar São Luís, para cobrar e fiscalizar que São Luís seja a cidade que a gente deseja”, declarou.
O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) garantiu neste domingo (30) a reeleição para mais quatro anos no comando da Prefeitura de São Luís.
À frente da maior coligação de partidos na disputa da capital, ele conseguiu mobilizar essa estrutura no 2º turno e reverter um cenário de virada que havia sido detectado logo após o 1º turno da eleição.
Com 100% das urnas apuradas, Edivaldo obteve 53,94% dos votos válidos, contra 46,06% de Braide – diferença de mais de 41 mil votos.
Com a eleição confirmada, o pedetista deve se reunir com correligionários em comemoração na Praça Dom Pedro II, em frente ao Palácio de La Ravardiére, sede da Prefeitura de São Luís.
Para efeito de comparação, no 1º turno Edivaldo obteve 239.737 votos. Braide, 112.041.
domingo, 30 de outubro de 2016
O advogado Felipe Franco, que trabalha para o PMN nas eleições em São Luís, conversou há pouco com o Blog do Gilberto Léda e comentou a notícia que foi espalhada na cidade logo nas primeiras horas de hoje (30) dando conta de que ele teria sido preso.
A informação chegou a ser confirmada por um tenente-coronel da Política Militar.
Por telefone, Franco disse que “isso é conversa” e explicou que uma foto em que ele aparece conversando com PMs foi feita quando ele tentava resolver questões referente à padronização de crachás de fiscais, numa seção eleitoral na Ufma.
“Estávamos em uma seção e os nosso fiscais estavam sendo impedidos de entrar por conta de padronização de crachás e eu fui lá para resolver a situação. Eu estava conversando com a PM normalmente, tanto que os fiscais entraram, eles estão trabalhando normalmente, e tiraram uma foto minha dizendo que eu havia sido preso. mais uma mentira para tentar nos atacar”, declarou.
  • Candidatos Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN) disputam o segundo turno
    Eleitores de São Luís voltam às urnas neste domingo, 30 de outubro, para, no 2º turno, decidirem quem será o prefeito a partir do dia 1º de janeiro de 2017. Concorrem à vaga Edvaldo Holanda Júnior, candidato à reeleição pelo PDT, e Eduardo Braide, do PMN. São 659 mil 778 eleitores aptos a votar. Deste total, 298 mil 250 são homens e 361 mil 529 mulheres que votarão distribuídos em 260 locais de votação, onde funcionam 1.968 seções e irão trabalhar 7.872 mesários.
    Na manhã deste sábado (29), duas urnas foram sorteadas para passarem por auditoria durante a votação do domingo. A primeira é da seção 337 da 2ª zona eleitoral, que fica no Centro de Ensino Médio Fernando Perdigão do bairro Monte Castelo; e a segunda é a seção 271 da 76ª zona, que fica no Colégio Dom Bosco do bairro Renascença.
    Em seguida, o desembargador Lourival Serejo, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, oficializou o sistema de gerenciamento do 2º turno, procedimento que garante o sigilo do voto e a segurança do resultado do pleito, em cerimônia que demonstra o compromisso da Justiça Eleitoral com a realização de eleições limpas e transparentes.
    O segundo turno das eleições só ocorre nos municípios com mais de 200 mil eleitores, quando nenhum candidato obtém a maioria dos votos válidos (50% mais 1 voto) no primeiro turno. Haverá segunda eleição em 18 capitais e em outros 39 municípios de 11 estados.
    Foto: O Estado
sábado, 29 de outubro de 2016
Albérico discutiu projetos importantes para Barreirinhas com Sarney Filho
O prefeito eleito de Barreirinhas, Albérico Filho (PMDB), reuniu-se, nesta quinta-feira, com o ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho, para discutir projetos para Barreirinhas. A finalidade do encontro foi articular uma agenda de ações que prepare a nova gestão para lidar com as questões ambientais no município, que integra o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.
O diálogo entre o prefeito eleito e o ministro é oportuno, tendo em vista a necessidade de adotar mecanismos que favoreçam o turismo sustentável em um dos principais pólos dessa indústria no Maranhão.
Ao antecipar as discussões, Albérico e Sarney Filho deram um passo importante rumo ao aprimoramento dos meios de preservação ambiental nos Lençóis Maranhenses.
Um crime eleitoral de compra de votos pode estar se configurando em São Luís. O deputado Weverton Rocha (PDT), que saiu da condição de coordenador para ‘operador’ da campanha do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), candidato a reeleição, desde o inicio da semana vem sendo acusado de tentar comprar os votos de lideranças comunitárias em vários bairros. No entanto, um vídeo divulgado por ele mesmo e que começou a circular pelo aplicativo Whatsapp, na manhã deste sábado (29), indicaria que o comando da campanha de Edivaldo vai organizar a militância em diversas ‘atividades’ para passar o dia ‘visitando’ moradores na própria residência, um dia antes da eleição. 

VEJA TAMBÉM:

No discurso do video, Weverton ainda detalhou como vai funcionar, mas pede que as pessoas fiquem na porta de suas casas aguardando, pois, com certeza eles irão passar até às 22 horas.

— Olá amigos do doze. Hoje nós estamos todos reunidos, sábado, dia 29 de outubro, faltando um dia para eleição. Todos os amigos do doze passarão o dia fazendo várias atividades na nossa capital, na ilha rebelde. (…) Nossos amigos e amigas que estão com o doze irão fazer um grande atividade amanhã a tarde toda até às 22 horas. Nos espere (sic) em sua porta de casa que com certeza iremos passar, valeu! — Disse



COMPRANDO VOTO COM ‘PULSEIRA-GASOLINA’

No vídeo em que Weverton sugere uma suposta compra de voto, chama à atenção as declarações de um locutor no microfone de um carro de som revelando, com isso, o que seria outra compra de voto em troca de gasolina para que os eleitores possam participar de uma “motocada”.

O locutor narra o que seria o esquema de compra de voto por gasolina da seguinte forma:

— Atenção! O pessoal que está sem pulseira, vem bem aqui, na frente do trio. Você que ainda não colocou a pulseira, vem bem aqui, perto de mim para falar com Wagner — revelou.

Pelas imagens, observamos que o local estava cheio de motociclistas e até mototaxistas, com adesivo do candidato nas suas motocicletas. Em troca, recebiam uma pulseira que o autorizavam a abastecer uma quantidade determinada de gasolina, num local que provavelmente estaria indicado por uma nota de autorização. A pulseira seria uma espécie de identificação para abastecer de graça no posto.


O deputado Weverton Rohca e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior ainda não se pronunciaram sobre o vídeo que pode, inclusive, ser apresentado à justiça eleitoral para as providencias necessárias. As informações são do bog do Davi Max 

E a compra de votos se espalha por toda São Luís… https://www.marcoaureliodeca.com.br/2016/10/23/e-acompra-de-votos-se-espalha-por-toda-sao-luis/


A Odebrecht S.A. assinou ontem (27/10/2016) o contrato de alienação da totalidade de suas ações, equivalente a 70% do capital da Odebrecht Ambiental, para a Brookfield Brazil Capital Partners LLC e o Fundo de Investimentos BR Ambiental, ambos administrados pela Brookfield Asset Management. O fundo de investimento FI-FGTS, sócio da Odebrecht Ambiental desde 2009, deverá manter sua participação de 30% no capital da empresa.
O preço da venda foi de US$ 878 milhões (aproximadamente R$ 2,8 bilhões) e é composto por um pagamento antecipado de US$ 768 milhões e um adicional de US$ 110 milhões, ao longo dos próximos 3 anos, condicionado ao crescimento continuado da empresa. O fechamento definitivo da transação, previsto para o primeiro trimestre de 2017, está sujeito a uma série de condições que são habituais em transações envolvendo empresas prestadoras de serviço público, como a obtenção de anuências do poder público, dos financiadores e aprovações regulatórias.
Fundada em 2008, Odebrecht Ambiental é hoje a maior empresa privada de saneamento do Brasil. Atende atualmente a mais de 17 milhões de pessoas em 12 estados no Brasil por meio de concessões e de parcerias público-privadas. A operação inclui também parte dos serviços de tratamento de resíduos e de água industrial.
Toda a estrutura técnica da Odebrecht Ambiental é parte da transação e permanece inalterada, assim como o seu quadro de funcionários, garantindo sua capacidade técnica-operacional e a manutenção dos compromissos com todos os municípios onde ela atua.
A Brookfield é um dos maiores grupos de investimento do mundo, atuando nas áreas imobiliária, de infraestrutura, energia renovável, construção, agropecuária e florestal. Presente em 30 países com mais de US$ 250 bilhões em ativos sob gestão e emprega hoje 55 mil pessoas. A companhia investe no Brasil há mais de cem anos, administrando US$ 12 bilhões em ativos, em 15 estados brasileiros.

Maranhão

A Odebrecht Ambiental é responsável, desde o ano de 2015,  pelos serviços de água e esgoto em São José do Ribamar e Paço do Lumiar; que juntas abrigam mais de 320 mil pessoas. Durante este período foi desenvolvido um amplo trabalho de recuperação dos sistemas de água e esgoto já existentes nas cidades, bem como todo o planejamento e projetos dos novos sistemas.
A missão da empresa é transformar o saneamento básico das duas cidades, e trazer mais qualidade de vida para a população desses municípios. Para isso, iniciou em Junho deste ano as obras do Programa Água e Vida, que tem como objetivo levar água tratada para 100% da área urbana dos dois municípios. O projeto compreende a construção de 22 novos sistemas de abastecimento de água, compostos por um conjunto de poços, novos reservatórios, instalação de redes e adutoras de água tratada, bem como implantação de tratamento de água. No que se refere a esgotamento sanitário, serão implantadas redes de coleta e estações de tratamento para atender os dois municípios.
Solicitações dos clientes podem ser feitas através do 0800 771 0001, com ligação gratuita tanto para telefones fixos e celulares, com atendimento 24 h.
Toda a operação da Odebrecht Ambiental no Maranhão será mantida normalmente. A venda da empresa não modificará os planos operacionais e cronogramas de investimentos nas cidades de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Do blog do Udes Filho 
Eduardo Braide iniciou o debate questionando sobre os recursos da saúde para o Hospital Socorrão 2 que a Prefeitura de São Luís perdeu por incompetência, o valor de 1.150.000 (Hum milhão e cento e cinquenta mil).
Equilibrado e centrado em suas colocações, Braide seguiu vencendo o Debate da TV Mirante e deixou Edivaldo Holanda Júnior nervoso, com voz embargada e mãos trêmulas, Edivaldo recorreu ao texto da assessoria para lembrar das perguntas e parecia orientado a tudo que Braide perguntasse, responder: “Mais uma vez o candidato Eduardo Braide falta com a verdade”. A frase de efeito nada mais é do que uma jogada de marketing para tentar confundir o eleitor. Outra fala de efeito repetida várias vezes pelo prefeito de São Luís foi: ” Olhando nos seus olhos”, que também foi orientação de marketeiro para tentar passar segurança nas palavras de Edivaldo, que é péssimo em debates.
Irritado, Edivaldo Holanda Júnior esbravejava e tentava sempre acusar, porém vejam o documento que comprova  o ato de improbidade administrativa do atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
No último bloco, Eduardo Braide questionou sobre o aumento da passagem já previsto para 2017, o documento abaixo comprova que Edivaldo assinou o termo que garante aos empresários o aumento.
Agora o eleitor da capital que estava indeciso já pode escolher em quem votar no próximo domingo, diante dos fatos apresentados e pelo desempenho dos candidatos ficou fácil. Se escolher Edivaldo Holanda Júnior, São Luís continuará em declínio, mas se a escolha for Eduardo Braide, a cidade terá a oportunidade de renovação e esperança de dias melhores.
Com informações do Jornalista Dan Castro
A nossa homenagem hoje à pequena Ana Júlia Gobel, maranhense e campeã Norte-Nordeste de natação, nos 200m livres, em João Pessoa.
Ana Júlia é atleta da escola de natação Nina e do Reino Infantil e disputou pela primeira vez a competição. Parabéns!!!
sexta-feira, 28 de outubro de 2016
Os dois candidatos que disputam o segundo turno da eleição para a Prefeitura de São Luís cancelaram as suas agendas de rua nesta sexta-feira (28).
Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN) priorizaram o grande debate de hoje à noite, na TV Mirante, logo após a novela A Lei do Amor e que terá também a transmissão ao vivo pela Rádio Mirante AM, G1 Maranhão e Imirante.
As agendas de Edivaldo e Eduardo são rigorosamente iguais. Pela manhã, os dois se reúnem com assessores de campanha. À tarde, Edivaldo se reúne com líderes de campanha e Eduardo Braide tem reunião com a equipe técnica de campanha.
Em sua página oficial no Facebook, o prefeito Edivaldo Holanda faz uma convocação para o debate. “Não perca! Vamos com tudo mostrar as nossas realizações e defender nossos projetos para São Luís continuar avançando”.
Eduardo Braide em sua página manda uma mensagem aos eleitores. ” Meus amigos! Que o nosso dia seja abençoado! Que a nossa esperança por dias melhores seja a força para um novo dia nascer em São Luís!”.

Última pesquisa do instituto, divulgada hoje pela TV Mirante, mostra o prefeito Edivaldo Júnior apenas quatro pontos à frente do candidato do PMN, Eduardo Braide; com  a margem de erro de 3 pontos percentuais, é possível afirmar que os dois estão empatados.

A última pesquisa do Instituto Ibope, divulgada na noite desta quinta-feira, 27, pela TV Mirante, aponta uma condição de empate técnico na disputa pela Prefeitura de São Luís.
De acordo com o levantamento, o candidato do PDT, Edivaldo Júnior, registra hoje 48% das intenções de votos, contra 44% dados a Eduardo Braide (PMN).
Como  a margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos, significa que os dois candidatos estão empatados.
Edivaldo pode ter entre 45% e 51% das intenções de votos; Braide, por sua vez, pode variar entre 41% e 47%.
Os números do Ibope confirmam que, a três dias da eleição, o debate da TV Mirante, nesta sexta-feira, 28, deve mesmo decidir a eleição, uma vez que há ainda 8% de eleitores que estão indecisos ou declaram votar nulo ou em branco.
O Ibope ouviu 805 eleitores em São Luís, entre os dias  25 e 27.
A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-03448/2016…
quinta-feira, 27 de outubro de 2016
Na tarde de hoje (27), o deputado federal Wellington do Curso (PP) protocolou ofício na Polícia Federal em que solicita que sejam efetivadas as investigações em relação ao procedimento administrativo de contratação de um suposto instituto fantasma para execução dos serviços do Projovem Urbano pela Prefeitura de São Luís.
Ao blog Wellington disse: “Fiz isso atendendo às denúncias de professores e alunos que estão sem receber o valor referente à bolsa, mesmo com o repasse de mais de 07 milhões de reais”.
“Além da Polícia Federal, nós formalizamos a denúncia ante o Ministério Público Federal (já que as verbas são federais), Tribunal de Contas do Estado (solicitado uma auditoria), Ministério Público Estadual (em virtude dos possíveis atos de improbidade). Indo ao encontro disso, protocolamos também um ofício solicitando a cópia integral do contrato Nº 11/2015, da Prefeitura com um Instituto localizado em Cajazeiras (PB), localizado a 1.200km da capital maranhense”, afirmou.
Wellington disse que não poderia ficar omisso diante das mais de 50 denúncias de alunos e professores que não receberam as bolsas do projeto. “Esse é um dos papéis de um deputado estadual: fiscalizar”, reforçou o deputado. As informações são do blog do udesfilho.com.br


A partir desta quinta-feira (27), a Polícia Militar do Maranhão iniciou uma operação na Região Metropolitana de São Luís como forma de prevenção e reforço em áreas consideradas críticas. O objetivo é fazer com que a votação do segundo turno para o cargo de prefeito de São Luís, neste domingo (30), seja realizada de forma tranquila.
Como terá votação apenas na capital, a concentração dos esforços ficará apenas em São Luís, ao contrário do primeiro turno, onde vários policiais foram remanejados para reforçar cidades do interior.
Desta vez, serão 11 mil agentes estarão em ação na capital, sendo 9,6 mil da Polícia Militar e 1,5 mil das Forças Armadas, pois mais uma vez São Luís receberá reforço da Força Nacional. Nos 264 locais de votação, distribuídos em nove zonas de São Luís, 600 militares serão destacados.
Além disso, existe ainda a possibilidade da realização de operações, até mesmo pela Polícia Federal, para tentar inibir a compra de votos. Já que denúncias sobre o assunto já chegaram até a Secretaria de Segurança Pública.
Tudo para que se tenha uma eleição tranquila para o eleitor de São Luís, não apenas no dia da votação, mas nos dias que antecedem o pleito eleitoral.
Retomada pelo Governo do Estado após uma readequação no projeto, a obra de duplicação da rodovia MA-203, no trecho em que é conhecida como Estrada do Araçagi, já está na fase final. Executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), a obra duplicou uma extensão de três quilômetros entre a entrada da praia e o cruzamento com as Estradas da Raposa e da Maioba (MA-204). Além de aumentar a largura da pista, com a criação de novas faixas de rolamento, também foi construído um viaduto e serão feitas calçadas e ciclovia.
A rodovia é um importante ponto de ligação entre bairros dos quatro municípios da Ilha e principal acesso para a cidade de Raposa. E é utilizada diariamente por milhares de pessoas, que já estão sendo beneficiadas com um trânsito mais ágil e seguro depois das intervenções. É o que confirma o pescador Manuel Carvalho, que mora em São José de Ribamar e costuma visitar os irmãos no Araçagi. “Aqui ficou muito melhor, tá mais largo e mais seguro”, garante.
Desde o mês passado, o viaduto está completamente liberado para o tráfego dos motoristas, depois da conclusão da pista inferior. Assim, o tráfego em direção ao município de Raposa passou a ser feito sem a necessidade de desvios no cruzamento entre as rodovias MA-203 e 204, como era antes.
Além dos três quilômetros de duplicação da rodovia, a Sinfra está recuperando o canteiro central e construindo calçada, sarjeta, meio-fio e uma ciclovia em uma das laterais da estrada. Pelo projeto inicialmente executado, o canteiro central ficaria muito largo, e com a readequação foi possível dispor de mais espaço para as faixas de circulação de veículos. A empregada doméstica Marioneide Oliveira elogia as adaptações. “Tinha mais canteiro do que avenida, mas agora tá ficando legal e bonito, bem melhor que antes”, afirma.
Também estão sendo beneficiadas com a obra as ruas transversais à rodovia, que terão os acessos à estrada recuperados e pavimentados, em uma extensão de 100 metros em cada rua. Com isso, os moradores dos bairros na região do Araçagi também terão melhorias nas proximidades de casa. E em dois trechos da avenida, a Sinfra também criou retornos de quadra, com semáforos, que substituirão os retornos no canteiro central e tornarão o trânsito mais seguro. No total, a pavimentação dos acessos aos bairros e da rodovia vai somar quase 7 km de asfaltamento novo. O valor investido é de quase R$ 30 milhões.
“Com a conclusão dessa obra, a Região Metropolitana terá uma avenida moderna, bem sinalizada, ampla e mais segura, garantindo mais agilidade na mobilidade de milhares de pessoas diariamente, o que representa mais qualidade de vida para todos. Esse é o principal objetivo do Governo do Estado”, afirma o Secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.
Alexia Dechamps estava na audiência pública na Câmara dos Deputados que avaliava a proibição da vaquejada no país e gerou polêmica com declaração.

A atriz Alexia Dechamps esteve presente na audiência pública realizada na terça-feira (25), na Câmara dos Deputados, em Brasília. A sessão avaliava a proibição da prática da vaquejada no Brasil e, a convite do deputado Ricardo Izar (PP-SP), a atriz marcou presença para defender os animais, mas acabou criando uma grande polêmica ao fazer uma declaração sobre os nordestinos.
Durante a discussão, Alexia Dechamps atacou os vaqueiros presentes com sua fala e fez uma declaração polêmica: “Calem a boca que nós já pagamos o Bolsa Família de vocês”, disparou. Após a fala da atriz,  a Câmara dos Deputados foi tomada por um bate boca entre os presentes. O momento foi registrado em vídeo e já circula pelas redes sociais.

O deputado Domingos Neto (PSD-CE) reclamou da postura da atriz no plenário. “A convidada se virou para os vaqueiros que ali estavam e disse para que eles calassem a boca porque ela pagava o Bolsa Família do nordestino. Esse ato de preconceito não é apenas contra os vaqueiros, mas contra nós da bancada do Nordeste”, afirmou.
A modelo e socialite Maria Paula Maia também estava presente na audiência e repudiou a atitude de Alexia na Câmara. “Estou chocada. Além de completamente alienados, esse pessoal é extremamente preconceituoso e desrespeitoso”, disse a modelo em seu perfil no Instagram.
O último trabalho de ‪‪Alexia Dechamps‬‬ na televisão foi em 2015, quando a atriz atuou na novela “Verdades Secretas”, da TV Globo. Ela também trabalhou em tramas como “Ti Ti Ti”, “América”, “Malhação” e “Cobras & Lagartos”.

Decisão foi baseada em uma ação proposta pelo MPF-MA.
Descumprimento da decisão acarretará multa diária no valor de R$ 50 mil.

 
A Justiça Federal determinou a suspensão de novos desmatamentos pela Suzano Papel e Celulose S.A na região do cerrado maranhense em virtude de impactos ambientais provocados pelo cultivo de eucalipto na região do Baixo Parnaíba.
A decisão que foi baseada em uma ação proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão(MPF-MA) afirma que o Baixo Parnaíba tem sofrido com desmatamento de grandes áreas, diminuição dos recursos hídricos e sua contaminação pelo uso de defensivos agrícolas, além dos transtornos gerados às comunidades tradicionais.
Além de suspender o desmatamento, a empresa ainda terá que implantar novas florestas de eucalipto e manter o plantio das espécies já existentes no local. Ainda de acordo com a Justiça Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deverá fiscalizar a execução das medidas impostas à Suzano e o Estado do Maranhão deverá suspender a licença de operação caso a Suzano não cumpra as determinações.
Por fim, a Justiça aplicará uma multa diária no valor de R$ 50 mil em caso de descumprimento da decisão.
A Suzano Papel e Celulose S.A informou que "não comenta ações judiciárias em andamento."
quarta-feira, 26 de outubro de 2016
O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, em julgamento nesta quarta-feira (26), a possibilidade de uma pessoa aposentada que continua a trabalhar receber pensões maiores com base nas novas contribuições à previdência pública.
Até a última atualização desta reportagem, 6 dos 11 membros da Corte votaram contra a chamada "desaposentação". Para eles, o sistema previdenciário público no Brasil é baseado no princípio da solidariedade e não há previsão na lei para o acréscimo. Uma mudança do tipo, portanto, só poderia ser estabelecida pelo Congresso e não pelo Judiciário.
O tema começou a ser analisado pela Corte em 2010 e trazia preocupação ao governo pelo impacto nos cofres públicos. Se o recálculo das aposentarias fosse aprovado, a Advocacia Geral da União (AGU) estima que as despesas subiriam R$ 7,7 bilhões por ano.
'Desaposentação'
O que é?
A "desaposentação" é utilizada por quem continuou a trabalhar depois de aposentado, mantendo contribuições à Previdência Social. Ao fazer as contas anos depois, a pessoa percebe que seu benefício teria sido superior consideradas as condições atuais. O beneficiário, então, pede à Justiça para renunciar à aposentadoria anterior e requerer uma nova, com base em cálculo atualizado da idade e tempo de contribuição.
Até o final do julgamento, que deve ocorrer ainda nesta quarta, os ministros deverão definir o que ocorrerá com as milhares de pessoas que obtiveram nas demais instâncias judiciais uma pensão maior com base nas novas contribuições. Segundo a AGU, existem ao menos 182 mil processos parados que aguardam uma decisão do STF, que valerá para todos os casos.
O STF analisou três ações, cujos relatores, Marco Aurélio Mello e Luís Roberto Barroso, favoráveis à desaposentação, ficaram vencidos. A maioria, no entanto, seguiu a posição de Dias Toffoli, que votou em 2014 contra a desaposentação.
Na época, ele disse que a aposentadoria é "irrenunciável" e a obtenção de benefício maior contraria o objetivo do fator previdenciário, que beneficia quem espera mais tempo para se aposentar.
"Não concebo a desaposentação. A aposentadoria consiste num ato jurídico perfeito e acabado. O fator permite que o beneficiário goze da aposentadoria antes da idade mínima, podendo escolher o momento de se aposentar. Admitir a desaposentação seria subverter o fator previdenciário, gerando ônus", disse, na ocasião.
Segundo a divergir, Zavascki destacou que a lei é clara ao dizer que novas contribuições do aposentado não devem ser consideradas nas pensões.
"A lei deu às contribuições do aposentado trabalhador uma finalidade diferente. As contribuições do aposentado destinam-se ao custeio do sistema geral de seguridade e não ao pagamento ou melhoria de um futuro benefício", afirmou, ainda em 2014.

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation