domingo, 26 de junho de 2016
xoeste.jpg.pagespeed.ic.FIGA4DZ_kz

No apagar das luzes, com um gol de Marcus Vinícius aos 42 minutos do segundo tempo, o Oeste  voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando na Arena Barueri, o time dirigido por Fernando Diniz venceu o Sampaio Corrêa por 1 a 0, pela 12.ª rodada.

Com apenas seis pontos em 36 disputados, a equipe de Wagner Lopes continua na última posição e agora vê o Avaí, primeiro fora da zona de rebaixamento, com 12. Já o Oeste chegou aos 16, em 12.º lugar, e encerrou uma série de quatro jogos sem vitória – vinha de dois empates e duas derrotas.

1466896650-912772426-610x350

O Oeste começou o jogo com a posse de bola, tentando acuar o adversário, mas encarou um Sampaio Corrêa mais ligado e buscando os contra-ataques para assustar a torcida mandante. Mesmo com o domínio, o time da casa pecou muito nas trocas de passe sem objetividade, enquanto os maranhenses passaram a testar o goleiro Felipe Alves com chutes de longa distância.

Como entrou em campo com três zagueiros, o Oeste sofreu com a transição até o campo de ataque no início da segunda etapa. Assim que acertou o meio-de-campo com a entrada de Francisco Alex, voltou a pressionar o adversário, que não conseguia responder, mas apostava nos avanços pela direita como válvula de escape. No finalzinho, aos 40 minutos, Diego Lorenzi foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo.

Assim que deixou o gramado, o volante do Sampaio Corrêa viu o adversário marcar o gol que decretou o placar final no confronto. Em jogada de velocidade, Marcus Vinícius recebeu uma boa bola da direita, entre os zagueiros, dominou na frente e já saiu cara a cara com o Rodrigo Ramos. Assim que o goleiro saiu da meta, ele tocou por cima para balançar as redes.

Na próxima terça-feira, os dois times voltam a campo pela 13.ª rodada. O Sampaio Corrêa recebe o Tupi no estádio Castelão, em São Luís, às 20h30, enquanto o Oeste viaja para Salvador, onde enfrentará o Bahia na Fonte Nova, às 19h15.

FICHA TÉCNICA:

OESTE 1 X 0 SAMPAIO CORRÊA

OESTE – Felipe Alves; Velicka, Bruno Silva e Wellington; André Castro, Danielzinho (Francisco Alex), Mazinho (Betinho) e Matheus Vargas; Crysan (Marcus Vinícius), Ricardo Bueno e Léo Arthur. Técnico: Fernando Diniz.

SAMPAIO CORRÊA – Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wágner, Luiz Otávio e Rafael Estevam; Renan Ribeiro, Diego Lorenzi, Léo Gago (Paulo Marcelo) e Lucas Sotero (Felipe Costa); Jean Carlos (Henrique) e Elias. Técnico: Wagner Lopes.

GOL – Marcus Vinícius, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Marcus Vinícius (Oeste); Diego Lorenzi e Léo Gago (Sampaio Corrêa).

CARTÃO VERMELHO – Diego Lorenzi (Sampaio Corrêa).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Arena Barueri, em Barueri (SP).


[caption id="attachment_182" align="alignnone" width="727"]Wesley Safadão fez show para mais de 100 mil pessoas em Caruaru (Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria) Wesley Safadão fez show para mais de 100 mil pessoas em Caruaru (Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria)[/caption]

Justiça questionou cachê de R$ 575 mil e chegou a suspender show do cantor. Artista se apresentou para mais de 100 mil no sábado (25) no São João 2016.




Após a Justiça questionar o cachê de R$ 575 mil no São João 2016 de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o cantor Wesley Safadão disse que vai doar o dinheiro para instituições de caridade do município. Ele falou neste sábado (25) que "o dinheiro de Caruaru voltará para Caruaru" e que tocaria na cidade "até de graça". Uma ação popular impetrada por advogados pediu o cancelamento do show, alegando suspeita de superfaturamento no cachê do artista.
Wesley Safadão usou um guarda-chuva durante o show em Caruaru (Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria)

Safadão usou um guarda-chuva em Caruaru
(Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria)

Saiba tudo sobre o São João 2016 no interior de Pernambuco.

No dia 22 de junho, o juiz José Fernando Santos de Souza deferiu uma liminar para suspender o show de Wesley Safadão. A decisão foi tomada após três advogados do município entrarem com uma ação popular para pedir o cancelamento do show. No mesmo dia, o desembargador José Viana Ulisses acatou o pedido da Prefeitura de Caruaru e decidiu que a apresentação deveria ser realizada.
saiba mais

  • MPF investiga valores de cachês de artistas no São João 2016 de Caruaru

  • Prefeitura confirma show de Wesley Safadão no São João 2016 de Caruaru

  • Liminar suspende show de Wesley Safadão no São João 2016 de Caruaru



O Ministério Público Federal (MPE) chegou a questionar a diferença dos preços dos cachês cobrados em Caruaru e Campina Grande. Na Capital do Forró, o valor é de R$ 575 mil, já na cidade paraibana seria de R$ 165 mil - valor confirmado pela prefeitura de Campina e negado pela empresa que cuida dos shows do artista.

Durante a apresentação deste sábado no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, Wesley Safadão disse que foi questionado nas redes sociais sobre o valor cobrado no cachê e afirmou que vai doar o dinheiro  para instituições carentes do município. O anúncio foi feito quase no final do show - que durou duas horas. "Se o problema é dinheiro, pode espalhar aí que o meu cachê está voltando para Caruaru para ajudar a quem realmente precisa. Em Caruaru eu toco até de graça. O que eu não quero é ficar de fora desta festa", afirmou o artista.
Pátio de Eventos Luiz Gonzaga ficou lotado neste sábado (25) em Caruaru (Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria)

Pátio de Eventos Luiz Gonzaga ficou lotado neste sábado (25) em Caruaru (Foto: Divulgação/Ederson Lima - Assessoria)

 

SÃO JOÃO 2016

'Maior e Melhor São João' em Caruaru



O show mais esperado da noite foi o último e teve início com a música "A Dama e o Vagabundo" e seguiu com uma sequência de sucessos do cantor - acompanhados pelo público, que apesar da chuva continuou dançando e cantando. Ele também cantou hits do sertanejo e do funk. A noite ainda contou com as apresentações de Gatinha Manhosa, Bichinha Arrumada e Jorge de Altinho - que desfilou os maiores sucessos dele.

Confusão nos portões
Os portões do Pátio de Eventos Luiz Gonzaga foram fechados antes das 21h - quando a capacidade máxima do espaço, 100 mil pessoas, já havia sido atingida. Sem acesso ao Pátio do Forró, milhares de pessoas ficaram do lado de fora. Insatisfeitas, algumas pularam os muros, já outras quebraram as grades das entradas de emergência.

Uma das grades foi invadida por duas vezes - uma correria tomou conta da rua e houve tumulto. Em um dos portões, a polícia precisou conter a multidão com spray de pimenta. Algumas pessoas jogaram pedras e latas de cerveja dentro do Pátio de Eventos. A cavalaria foi acionada, mas não conseguiu conter as pessoas que invadiram o espaço.

Muitos reclamaram que se sentiram insatisfeitos pela falta de organização. "É um absurdo isso com os moradores de Caruaru e com os visitantes. A gente ficar do lado de fora e ainda essa confusão nessas entradas", afirmou a comerciária Isabela de Azevedo. Milhares de pessoas também se aglomeraram nas entradas principais do Pátio do Forró e vaiaram porque não conseguiram entrar.

A confusão não foi apenas do lado de fora. Na entrada para o show, forrozeiros reclamaram de tumulto nas filas. Flávia Gabriela da Silva, de 15 anos, veio de São Caetano, no Agreste, e chegou ao espaço às 17h, mas só conseguiu entrar às 20h. "Levei muitos empurrões, estava uma grande confusão na entrada, mas mesmo assim eu vim porque eu queria ver o Wesley", disse a estudante.

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation