quinta-feira, 15 de setembro de 2016
ator

Domingos Montagner, de 'Velho Chico', morre aos 54 anos. Corpo do ator paulistano foi encontrado preso nas pedras, em Sergipe.
Ele estava acompanhado de Camila Pitanga quando foi tomar banho de rio.

A Rede Globo confirmou há pouco a morte do ator Domingos Montagner, da novela “Velho Chico”.

Ele havia desaparecido no Rio São Francisco, em Canindé do São Francisco, no Alto Sertão de Sergipe, na tarde desta quinta-feira (15). O acidente aconteceu por volta de 14h30, na divisa entre os estados de Alagoas e Sergipe.

No momento do ocorrido, a atriz Camila Pitanga chegou a ver o colega afundando, e pediu socorro. Mas o pessoal ao redor achava tratar-se de gravação de uma cena da novela.

“Camila Pitanga gritou para avisar o sumiço, mas todos acharam que era uma cena da gravação. Ela estava desesperada, em cima de uma pedra, dizendo que a água o levou. No começo, não dava para entender o que ela dizia, mas depois a gente percebeu que algo ruim tinha acontecido”, disse Josivânia Maria de Araújo Domingos, proprietária do restaurante Caçoá, situado na praia em que os atores mergulharam, à reportagem da Agência Estado.
caminhada

Os moradores do Residencial Paraíso já decidiram pela reeleição do candidato à Prefeitura de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT). A manifestação de apoio ficou comprovada quando da participação de uma multidão durante a caminhada “Todos com Edivaldo”, ocorrida na tarde desta quarta-feira (14), no bairro. O ato de campanha contou ainda com a presença do vice chapa, Júlio Pinheiro (PCdoB) e lideranças políticas e comunitárias da área do Itaqui-Bacanga.

A aglomeração dos populares, militantes e candidatos a vereador teve início por volta das 16h, na avenida Paraíso – próximo ao posto de Saúde. Pessoas de todas as idades se deslocavam de suas residências, ou até mesmo de comércios, a fim de conversar e agradecer o atual prefeito de São Luís, pelos avanços nas políticas públicas desenvolvidas no Residencial Paraíso e Região do Itaqui-Bacanga.

caminhada1

O candidato da coligação “Pra Seguir em Frente” (PDT, PCdoB, DEM, PROS PTB, PSC, PRB, PTC, PEN, PR, PT e PSL), Edivaldo, explicou que foram feitas muitas ações, ao longo de sua gestão, na área do Itaqui Bacanga. E ressaltou contar com os votos dos eleitores do Residencial Paraíso com o objetivo de continuar avançando com muito trabalho e planejamento.

“Venho pedir seu voto no 12 para que o trabalho continue e realizemos ainda mais ações. Não foi fácil chegar até aqui, mas superamos vários obstáculos nesses três anos e meio e avançamos. Com mais esse voto de confiança dos moradores do Itaqui-Bacanga, do Residencial Paraíso, continuaremos seguindo em frente para beneficiar a nossa população”, disse Edivaldo.

Para a dona-de-casa Zélia Maria da Silva, 48 anos, moradora da rua da Mangueira, o prefeito Edivaldo provou que merece ser reeleito, por ser um político honesto e que honra seus compromissos. “Sempre vem aqui no nosso bairro de cabeça erguida e todos vão cumprimentá-lo pelo seu trabalho. Votei nele na primeira vez e votarei de novo”, enfatizou.

A maioria dos moradores faz questão de lembrar que Edivaldo foi o único gestor que “olhou” para os problemas do Residencial Paraíso e toda a Região do Itaqui-Bacanga. “Foi e é o melhor prefeito de São Luís, porque fez e vai fazer muito mais”, destacou Mauro Costa, 30 anos.
rosa

Decisão vale para cidades de João Lisboa, Buritirana e Senador La Rocque. Consulta popular seria realizada no dia 2 de outubro.

A consulta popular que seria realizada no dia 2 de outubro concomitante às eleições 2016 nos municípios de João Lisboa, Buritirana e Senador La Rocque acerca de desmembramento e anexação de povoados está suspensa por liminar concedida pela ministra Rosa Weber do Tribunal Superior Eleitoral no Mandado de Segurança 0601483-51.2016.6.00.0000, impetrado pelo município de João Lisboa.

Em sua decisão, a ministra registrou: é “firme a jurisprudência deste Tribunal Superior Eleitoral no sentido de que, ‘enquanto não editada a lei federal prevista no artigo 18 da Carta da República, revela-se imprópria a realização de plebiscito visando a definir criação, incorporação, fusão ou desmembramento de município’, isso porque ‘não se justifica a realização de gastos e dispêndio de recursos com consulta popular que, pelo não advento da lei complementar federal, não poderia alcançar seu fim último em razão da inconstitucionalidade de eventual lei estadual’, ausente, portanto, utilidade concreta na realização da consulta plebiscitária, cuja homologação, ao final, tem sido inadmitida por esta Corte Superior”.

Projeto de Decreto Legislativo de autoria da deputada Valéria Macedo estabelece consulta às populações dos povoados Tabuleirão I, Centro dos Machados, Açaizal Grande, Cajá Branca, Olho D’água, Jenipapo, Novo Horizonte, Parsondas, Araparí, Centro do Zezinho, Centro do Toinho e projetos de assentamento Pingo de Ouro, Lagoa da Cigana, Alvorada I e Alvorada III sobre o desmembramento e anexação aos municípios de Senador La Rocque, Buritirana e João Lisboa.

Segundo explica a parlamentar, em 2001, a Assembleia Legislativa, que era presidida pelo deputado Manoel Ribeiro, aprovou Projeto de Lei de autoria do ex-deputado Hélio Soares que fez a anexação dos referidos povoados ao município de Senador La Rocque. Porém, em 2009, o TJMA anulou a Lei Estadual n.º 265/2001 e as referidas localidades ficaram sem vínculo legal com nenhum dos três municípios.

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Navigation