terça-feira, 25 de outubro de 2016
BRASÍLIA - A Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que institui um teto de gastos pelos próximos 20 anos. A medida é a principal aposta do governo do presidente Michel Temer para equilibrar as contas públicas
.
O projeto passou por seu segundo teste no plenário da Câmara nesta terça-feira, 25, e agora será analisado pelo Senado, também em dois turnos.

A votação, cujo placar foi de 359 votos a 116, se estendeu por mais de 8 horas devido às tentativas da oposição de obstruir a votação.

Manifestações contra a aprovação da PEC também fizeram com que a sessão fosse interrompida pelo Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, primeiro para pedir silêncio aos participantes, depois para pedir sua expulsão.
AGÊNCIA BRASIL

Faltando cinco dias para a realização do segundo turno das eleições municipais, a partir de hoje (25) nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A exceção é para os casos de flagrante. A regra está prevista no Código Eleitoral.
De acordo com o Artigo 236, “nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou ainda por desrespeito a salvo-conduto”.
No próximo dia 30, eleitores de 18 capitais e mais 37 municípios voltarão às urnas para o segundo turno das eleições. Após a apuração dos votos do primeiro turno, realizado no dia 2 deste mês, 55 municípios de 11 estados não tiveram a eleição definida e escolherão prefeito e vice-prefeito.
Deputado estadual Edilázio Júnior (PV)
O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) encaminhou hoje, na Assembleia Legislativa, voto contrário ao requerimento nº 480/2016, de autoria do deputado Othelino Neto (PCdoB), que requer urgência na apreciação do Projeto de Lei Complementar Nº 006/2016, que autoriza mexida no Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (FEPA) do Estado.
O projeto é de autoria do governador Flávio Dino (PCdoB), que tenta, desde o início do ano, legalizar uma operação financeira que tinha por objetivo garantir um empréstimo junto a Caixa Econômica Federal (CEF).
“Eu queria que o autor do requerimento conseguisse me convencer da necessidade da urgência na votação do referido requerimento. O que se quer aqui é que seja votado um projeto de lei para que o Estado pegue o dinheiro dos aposentados, do Fepa, retire do Banco do Brasil e se coloque na Caixa Econômica Federal por conta de empréstimo de acordo firmado”, disse.
O parlamentar criticou a tentativa de atropelo à tramitação regular da peça, que exige discussão nas comissões técnicas da Casa, audiência pública e transparência à matéria.
“Por que não esperar? Por que não haver um debate? Por que não promover uma audiência pública, apreciar a matéria nas comissões desta Casa? Por que fazer tudo de forma atropelada neste parlamento? Fica aqui, mais uma vez o meu repúdio, nós estamos falando de algo extremamente sério, estamos falando aqui do Fundo de Pensão dos funcionários públicos do Estado do Maranhão. Se tem que tirar esse recurso para Caixa Econômica Federal em garantia a um empréstimo, todos nós precisamos saber que esse governo é um governo mau pagador, é um governo que não cumpre os seus compromissos”, completou.
Ele ressaltou que o recurso eventualmente retirado do Fepa, se dá como garantia de pagamento de um empréstimo. Caso o Executivo deixe de pagar o empréstimo, o impacto se dará diretamente no dinheiro destinado aos aposentados do Estado.
O requerimento com pedido de urgência foi aprovado, para que o projeto de lei fosse apreciado, logo em seguida, numa sessão extraordinária. Um pedido de vistas, contudo, inviabilizou a manobra do Governo. A peça irá à votação na sessão de amanhã.
Foto: Assembleia Legislativa
Prefeito Hilton Gonçalo, Bispo Paulo Luiz e o candidato Eduardo Braide (PMN)
O vereador Bispo Paulo Luiz (PRB), da Igreja Universal do Reino de Deus, declarou, nesta terça-feira  (25), apoio ao candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), faltando cinco dias para a eleição.
 
“Fico muito feliz com o apoio do Bispo Paulo Luiz. Seu trabalho pela cidade contribuirá de forma positiva ao projeto que temos para São Luís.
 
Nossa prioridade,  como já disse, é cuidar da nossa gente”, disse Eduardo Braide ao lado de Hilton Gonçalo, prefeito eleito de Santa Rita.
 
Foto: Divulgação
O deputado Júnior Verde (PRB) vai votar no dia 30 de outubro para que o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT), seja reeleito para continuar os avanços que tem feito na cidade.

A manifestação de apoio ao candidato pedetista ocorreu nesta segunda-feira (24) durante pronunciamento do parlamentar na Assembleia Legislativa.

Júnior Verde ressaltou o apoio que o PRB deu a Edivaldo durante o primeiro turno da campanha eleitoral, cuja legenda já faz parte da coligação “Pra Seguir em Frente” (PDT, PCdoB, DEM, PROS PTB, PSC, PRB, PTC, PEN, PR, PT e PSL). “Tive que estar presente em quase todos os municípios maranhenses, mas garantimos o apoio a vários candidatos a vereadores que fazem parte da base do prefeito Edivaldo, que sempre teve o PRB ao seu lado”, lembrou o deputado.

Ele destacou a atuação do PRB e sua militância, que têm unido forças em defesa da continuidade do trabalho que foi iniciado na gestão do prefeito, e enalteceu a parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado, refletindo-se em ações práticas e concretas, que têm transformado São Luís com programas como o Mais Asfalto e investimentos em saneamento básico.

“Mudança se faz é com trabalho, e esse trabalho já está sendo demonstrado ao longo de todo o mandato de Edivaldo, a quem aqui, hoje, estamos declarando o nosso voto, o nosso apoio. Queremos a reeleição do prefeito porque acreditamos que podemos avançar muito mais”, disse.

Foto: Divulgação


Capitão do tri, Carlos Alberto Torres morre aos 72 anos
O futebol brasileiro está de luto. Morreu hoje, aos 72 anos, o capitão Carlos Alberto Torres – um dos maiores laterais direito de todos os tempos.
Torres foi o maior “capitão” da Seleção Brasileira – o craque que levantou a Taça Jules Rimet em 1970, no México.
Carlos Alberto Torres que atualmente era comentarista do canal SporTV, foi vítima de um enfarte fulminante na manhã desta terça-feira (25).
Homem de personalidade forte em uma de suas frases marcantes, afirmou: “Se jogasse hoje ficaria bilionário”.
CarlosAlbertoTorres
Em sua página no Facebook, o Botafogo – clube do coração de Carlos Alberto Torres chora a morte do “Capita”.
“Luto pelo eterno Carlos Alberto Torres, ídolo, campeão da Conmebol pelo Botafogo como técnico e tricampeão mundial pela Seleção Brasileira como jogador”.
O Botafogo de Futebol e Regatas decreta luto oficial e hasteia sua bandeira a meio-mastro na sede de General Severiano. O clube manifesta sua solidariedade aos amigos e familiares do Capita, este ídolo e símbolo alvinegro que nos deixa.

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Navigation