quarta-feira, 21 de dezembro de 2016
O presidente da Câmara de vereadores de Godofredo Viana, Francisco do Nascimento Gama, o Chico Vila Nova (PMB), foi preso hoje (21), em Zé Doca, acusado de também ter participação no assassinato do vereador eleito César Augusto Miranda, o César da Farmácia (PR).
O crime ocorreu no início do mês (reveja) e na semana passada um outro vereador da cidade, José Gomes da Silva, o Zé Bode (PR), já havia sido preso participação na trama (saiba mais).
Para a Polícia Civil, segundo informação do delegado Samuel Farias, em entrevista à Radio Mirante AM,  so dois parlamentares são os mandantes da execução.
Zé Bode, o primeiro a ser preso, ficou apenas na primeira suplência na eleição de 2012, mas virou vereador já em 2016 após a cassação do vereador Júnior Matos, do DEM.
Na eleição de outubro de 2016, Zé Bode ficou novamente como primeiro suplente, apenas 21 votos atrás de César da Farmácia – 265, contra 244. Foi esse, para a polícia, o motivo do assassinato.
Gastão é demitido do FNDE e lamenta: “o jogo político é duro” 
O ex-deputado federal Gastão Vieira (Pros) não resistiu a uma queda de braço com os senadores do Maranhão e, ainda por cima, com o DEM, e foi exonerado ontem (20) da presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
Para o lugar dele já foi nomeado Silvio Pinheiro, que é do PSDB da Bahia, mas foi indicado pelo DEM de ACM Neto. Pinheiro já foi secretário de Urbanismo de Salvador e coordenou a campanha do atual prefeito da capital baiana.
Gastão estava no posto desde o fim do governo Dilma. Mesmo com o impeachment e a chegada de Michel Temer (PMDB) ao poder, ele conseguiu se manter no cargo.
Mas sua recente proximidade com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) – que faz aberta oposição ao governo federal -, acabou pesando na hora de se definir pela troca.
“Não vão me derrubar”
Há duas semanas, Gastão havia feito um duro pronunciamento contra as investidas do senador Roberto Rocha (PSB) – com apoio dos também senadores João Alberto e Edison Lobão, ambos do PMDB – pelo comando do órgão federal.
João Alberto chegou a admitir publicamente que eles pediram a cabeça do ex-deputado ao presidente Michel Temer (PMDB). Durante passagem pela cidade de Colinas, onde vistoriou obras bancadas com recursos do FNDE, Gastão bateu forte nos três senadores.
“Eu tenho certeza que eles não vão conseguir me derrubar”, disse (reveja).

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation