terça-feira, 14 de fevereiro de 2017
O Governo do Estado garantiu reajuste salarial aos policiais militares com incremento nas remunerações a partir de 23%, abrangendo todas as patentes. O acordo já consta no Diário Oficial do Maranhão e será concedido de maneira escalonada com recomposição total até 2018.
O reajuste é referente às perdas salariais da categoria devido à inflação e foi concedido ainda no primeiro ano do atual governo.

A categoria ‘soldado’, que representa a maior parte do efetivo, vai obter reajuste total de 68,29% após a conclusão do escalonamento, em 2018. Mas, já usufruem aumento significativo. Os vencimentos-base que em 2014 eram de R$ 2.708,39, logo no primeiro ano da gestão atual aumentaram 19,54% passando para R$ 3.237,57.

Para 2017, com o reajuste concedido pelo Governo, o salário-base do soldado aumenta para R$ 4.019,62.

Em 2018, o vencimento-base deste efetivo será de R$ 4.558,24, conforme o acordo. A categoria ‘sargento’ vai ganhar aumento médio de 87%, até o fim da recomposição, em 2018.

O 1º sargento, por exemplo, que em 2014 recebia salário-base equivalente a R$ 3.763,97, no primeiro ano desta gestão passou a receber o valor de R$ 4.156,34, que representa um reajuste de 10,42%.

Para este ano, a recomposição prevista de 8,28% vai aumentar o vencimento para R$ 5.305,89. E em 2018, o valor sobe para R$ 7.043,90.

A patente ‘cabo’, que em 2014 recebia salário base de R$ 2.819,50, no primeiro ano do governo Flávio Dino obteve reajuste de 19,48% que elevou o valor para R$ 3.368,82. Este ano, o vencimento sobe para R$ 4.341,18; e para 2018, final do período de recomposição, o cabo passa a receber R$ 4.895,89 de base salarial.

“A Polícia Militar parabeniza o governador Flávio Dino pela sensibilidade com esta questão, que influi diretamente no trabalho policial, uma vez que, remunerado adequadamente há um maior estímulo para o desempenho de suas funções. Era uma medida esperada há muito tempo pelo efetivo e que com esta gestão é concretizada”, pontuou o subcomandante da Polícia Militar, coronel Jorge Luongo.

Ao vencimento-base podem ser incorporados, ainda, alguns benefícios que consideram a patente, função exercida e outras peculiaridades trabalhistas. São itens como vale transporte, auxílio alimentação, auxílio creche, incremento por local de atuação – em caso de trabalho no interior do Estado – por função exercida e outros.

As demais patentes da Polícia Militar beneficiadas com o reajuste salarial concedido pelo Governo do Estado são coronel, tenente coronel, capitão, 1º e 2º tenente, aspirante, subtenente,1º ao 3º sargento e aluno do 1º ao 3º ano do CFO – Curso de Formação de Oficias.

A valorização do policial é uma prioridade e compromisso assumido pelo governador Flávio Dino, desde o primeiro ano da gestão e atinge também o efetivo da Polícia Civil. Militares e Civis, portanto, foram beneficiados com ações concretas, postas em prática, que garantiram mais e melhores condições de trabalho.

Entre as mais significativas está a aquisição de equipamentos e armamentos; aumento da frota de viaturas com a inclusão de mais de 400 novos veículos modernos e equipados; aumento do efetivo com mais de 1,5 mil novos policiais; e benefícios salariais e trabalhistas.

0 comentários:

Postar um comentário

IPVA

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation