domingo, 11 de junho de 2017
O militar, que já foi comandante da PM em Bacabal, atirou contra a esposa de nome Claudeane, que foi levado para um hospital e depois ele se matou com a mesma arma. Ela é agente penitenciária.
Tenente Coronel Miguel Gomes Neto estava hospedado com a esposa em uma casa na cidade de Barreirinhas. Os dois travaram uma briga. Ela ainda chegou a chamar uma guarnição, Ele teria atirado nela e se matado na presença de  militares. O fato aconteceu por volta das 8 horas desta manhã.
No dia 8 de janeiro de 2016, o mesmo militar foi filmado por um cabo a quem o agrediu e ainda lhe apontou a arma na cabeça no quartel da PM de Bacabal. O cabo acabou sendo preso.
O motivo da confusão com o cabo teria sido o corte da refeição. 
Esposa de tenente coronel não resistiu e morreu; ele se matou na frente dos policiais.
A agente penitenciária de nome Cloudiane, que estava em cativeiro imposto pelo tenente coronel Miguel Gomes Neto, não resistiu e veio a óbito. Ela levou seis tiros dentro de uma viatura da PM, no bairro Flancelina, na cidade de Barreirinhas. Ele se suicidou em seguida com um tiro na cabeça. Abaixo o corpo do oficial sendo observado por militares.
A esposa do tenente coronel apresentava vários marcas de agressões quando foi levada a ao hospital onde não resistiu e morreu. Ela ainda chegou a chamar uma viatura, tendo dois soldados da PM tomado a arma do oficial e levado a mulher para o carro.
Ele saiu de dentro da casa com uma sacola e se aproximou como se fosse fazer a entrega a ela, que abriu o vidro do carro. Foi aí que o tenente coronel sacou de uma segunda arma e disparou seis tiros contra a esposa. No mesmo instante ele atirou contra a própria cabeça e morreu.

0 comentários:

Postar um comentário

IPVA

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation