segunda-feira, 31 de julho de 2017
Conhecida como ‘Estrada da Morte’, a BR-135, que já foi cenário de várias tragédias este ano no Piauí, registrou quatro acidentes neste fim de semana, principalmente no trecho próximo ao Município de Cristalândia. Duas pessoas morreram e pelo menos outras duas ficaram feridas. Os dados são da 1ª Companhia de Policiamento do 7º BPM, que atende Corrente e região.

O primeiro acidente aconteceu na sexta-feira (28), quando uma picape modelo Frontier preta, com três ocupantes, saiu da pista e após o motorista perder o controle da direção. Uma senhora ficou bastante machucada, mas foi socorrida por uma ambulância do Samu. Os outros ocupantes sofreram ferimentos leves.

Já no sábado, dois acidentes foram registrados na BR-135, sendo o primeiro próximo ao trevo, onde o condutor de um caminhão perdeu o controle e saiu da pista. Segundo a PM, ele ficou com as pernas presas às ferragens e foi socorrido por populares enquanto o Samu não chegava. “A população se uniu e conseguiu levantar a carroceria do caminhão e retirar o rapaz com vida”, afirma o cabo Júlio César, do 7º BPM.

Já o segundo acidente do sábado aconteceu a dois quilômetros de Cristalândia. Um veículo modelo Renault Logan, de placa JIO-9428, que seguia de Brasília para Redenção do Gurgueia, saiu da pista e bateu no acostamento da rodovia, ficando com a frente avariada. Nenhum dos ocupantes do carro sofreu qualquer ferimento. “E” neste domingo, um Fiat Uno cinza colidiu frontalmente com uma motocicleta na BR-135, deixando duas pessoas mortas. O piloto da moto veio a óbito no local por conta do impacto da colisão. Já o motorista do carro chegou a ser socorrido pelo Samu, no entanto morreu no hospital de Formosa, para onde foi levado.

Índices preocupantes

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí já vem fazendo inúmeros alertas aos condutores que trafegam pela BR-135 para que redobrem o cuidado com o excesso de velocidade e ultrapassagens. Segundo os dados da Corporação, a rodovia é a principal do Piauí em números de acidentes com mortos. Somente em três ocorrências na BR-135, 17 pessoas morreram. Levantamento feito em junho pela PRF apontou que 28 pessoas morreram na rodovia em apenas quatro meses.

Moradores de cidades que são cortadas pela BR já fizeram protestos pedindo melhorias na sinalização e nas condições de asfaltamento da via. Uma pesquisa da PRF mostrou que em alguns trechos a diferença de altura entre a pista de rolamento e acostamento da rodovia chega a 30 centímetros, o que cria o chamado “efeito de degrau”, facilitando saídas de pista a perda de controle pelos motoristas.

Na semana passada, a via esteve interditada por dois dias no trecho próximo a Eliseu Martins e Marcos Parente por conta do risco de explosão de um caminhão-tanque que tombou carregado de líquido inflamável.

0 comentários:

Postar um comentário

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation