sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Lava Jato - Moro manda bloquear R$ 6 milhões de Vaccarezza, preso pela PF.
Em junho, ex-deputado gravou vídeo criticando a corrupção.
Do G1
O ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados Cândido Vaccarezza, que deixou o PT, foi nesta sexta-feira em São Paulo (18).

Ele alvo de uma das duas novas fases da Operação Lava Jato deflagradas nesta manhã.

Seguindo a PF, Vaccarezza apadrinhava um grupo criminoso que influenciou na contratação de uma empresa estrangeira pela Petrobras. Em troca, o ex-deputado, executivos da estatal e agentes públicos e políticos receberam “pagamentos indevidos”. A fase foi batizada de Operação Abate.

A outra fase, chamada de Sem Fronteiras, e tem como foco irregularidades envolvendo executivos da Petrobras e grupo de armadores estrangeiros para obtenção de informações privilegiadas e favorecimento obtenção de contratos milionários com a empresa brasileira.

No total, foram cumpridas 46 ordens judiciais distribuídas em 29 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva e 6 mandados de prisão temporária, incluindo o de Vaccarezza, em São Paulo, Santos e Rio de Janeiro.

Lava Jato - Moro ordena bloqueio de até R$ 6 milhões de contas de Vaccarezza, preso pela Lava Jato
Ex-líder do governo Lula e Dilma e ex-deputado federal Cândido Vaccarezza foi preso nesta sexta-feira (18).
juiz federal Sérgio Moro – responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância – mandou bloquear o montante de até R$ 6 milhões das contas de investigados da 44ª fase, entre eles, o ex-líder do governo Lula e Dilma e ex-deputado federal Cândido Vaccarezza, que deixou o Partido dos Trabalhadores (PT).

0 comentários:

Postar um comentário

IPVA

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation