quinta-feira, 26 de outubro de 2017
Uma operação conjunta da Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Secretaria de Previdência, denominada Vetores II, foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (26) e cumpriu 5 mandados judiciais, sendo 1 de prisão preventiva, 2 de condução coercitiva e 2 de busca e apreensão, em São Luís.
Segundo a PF, a finalidade da ação é reprimir crimes previdenciários e é o desdobramento da Operação Vetores, que foi desencadeada em 2 de fevereiro de 2017. À época, foram cumpridos 18 mandados judiciais, sendo 4 de prisão temporária, 4 de condução coercitiva e 10 de busca e apreensão.
Naquela ocasião, foram investigados sócios, administradores e contadores de empresas transmissoras de GFIPs – Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social – irregulares. Esse documento servia de base para a concessão de benefícios previdenciários fraudulentos.
No curso da presente investigação, a apuração concentrou-se no principal responsável pelo esquema de fraudes contra a Previdência Social, cuja participação ocorreu tanto na transmissão de GFIPs, quanto na falsificação dos documentos utilizados pelos requerentes na obtenção dos benefícios. Foram também identificados outros dois intermediários com participação comprovadas no esquema criminoso investigado.

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll