domingo, 9 de abril de 2017
Acordo de investimento foi assinado em São Paulo para construção de um Terminal de Uso Privado (TUP), em São Luís
O Maranhão deu mais um passo rumo ao desenvolvimento das suas potencialidades portuárias na noite de quinta-feira (06). Em evento realizado em São Paulo, a empresa China Communications Construction Company (CCCC) – que acaba de desembarcar no Brasil – assinou acordo de investimento para construção de um Terminal de Uso Privado (TUP), em São Luís, com a WPR, braço do Grupo WTorre. O governador Flávio Dino acompanhou a solenidade e destacou os benefícios desejados ao estado com os investimentos.
O termo de compromisso assinado entre as duas empresas prevê a construção de um projeto orçado em aproximadamente R$ 1,7 bilhão. A estimativa é que o TUP leve três anos para ficar pronto. As obras devem começar no segundo semestre. Entre as cargas que serão movimentadas estão a produção agrícola do Meio-Oeste do país [fertilizantes, granéis líquidos, carga geral (sobretudo celulose) e, futuramente, contêineres].
O Governo do Estado tem participado e dado todos os passos necessários para que os investimentos chineses cheguem ao Maranhão. Desde 2015, o governador Flávio Dino e o vice-governador Carlos Brandão – que também participou da solenidade de assinatura – mantém constante diálogo com representantes de todo o país sobre projetos de desenvolvimento para o estado. “Temos feito reuniões com as empresas WPR e CCC para prestar apoio necessário para que investimentos se concretizem”, destacou o governador.
Durante a solenidade, Flávio Dino ressaltou que o Maranhão está “agradecido pela materialização dessa parceria” e enalteceu que esse momento é importante nacionalmente porque mostra que “o nosso país é uma grande nação e vocacionada a realizar o bem-estar do seu povo”.
“Fico feliz que o Maranhão tenha sido escolhido para sediar tão importante investimento e louvo a capacidade empreendedora da WPR. Agradeço a palavra-chave dessa parceria que é confiança. No Brasil e no nosso estado”, enfatizou o governador.
Para Carlos Brandão, um investimento com esse caráter reforça a retomada do caráter empreendedor do Estado. “Ele aumentará, substancialmente, a capacidade de escoamento do Maranhão, que já conta com terminais de uso privado e o porto público do Itaqui, relevantes na exportação de minério de ferro e grãos”, hoje em ampla expansão na prestação de serviço. E resumiu: “Voltamos a ser pauta na mesa de negociação dos grandes investidores porque estamos reconquistando a nossa credibilidade no mercado”.
Empregos
Acordo de investimento foi assinado em São Paulo para construção de um Terminal de Uso Privado (TUP), em São Luís
A estimativa da WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais é que cinco mil empregos diretos e indiretos sejam criados graças ao novo terminal. A construção do TUP vai ampliar, também, a capacidade de escoamento da produção no Maranhão.
O vice-presidente da CCCC, Sun Ziyu, destacou os investimentos que serão feitos no Maranhão como a primeira ação da empresa no Brasil, e realçou que quer “participar do desenvolvimento socioeconômico regional e fornecer excelentes serviços para o Governo”. O embaixador da República Popular da China no Brasil, Li Jinzhang, também enalteceu os investimentos do seu país de origem nacionalmente, como vetor de crescimento nacional.
O secretário de Estado de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, participou da solenidade de assinatura e disse que o investimento é importante para o momento atual de crise econômica no Maranhão e para o futuro da região no corredor Centro-Norte. “Traz para o nosso estado a perspectiva entrada e saída de cargas gerais potencializando a nossa valiosa área portuária”, finalizou.

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Navigation