sábado, 27 de maio de 2017
Atriz da TV Globo Jurema Reis participou de um momento de interação com as pessoas durante o evento (Foto: TV Mirante)
CIDADANIA - Ação Global traz serviços gratuitos e cidadania para São Luís. Ação Global é uma parceria da TV Mirante com o SESI.

Por Redação, São Luís

A atriz da TV Globo Jurema Reis participou de um momento de interação com as pessoas durante a realização da 24ª edição do projeto Ação Global, realizada no Campus da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), na área Itaqui-Bacanga. 

O atual trabalho de Jurema na TV é na novela “Novo Mundo” em que deu vida ao personagem da índia Jurema. Ela já fez pequenas peças de teatro e iniciou na TV em 2010, na série Malhação. Em 2017, o evento Ação Global, uma parceria da TV Mirante com o SESI, já superou a quantidade de atendimentos do mutirão de cidadania do ano passado. Nesta edição já foram registrados pouco mais de 60 mil atendimentos do projeto que tem como tema “Qualidade de vida para toda a família” e conta com mais de cem parceiros e 3.500 voluntários. 

A Ação Global facilita o acesso a direitos que são essenciais a todos os cidadãos. Em um mesmo dia e local, a população pode ter documentos emitidos e receber atendimento médico e jurídico gratuitos, além de participar de atividades de esporte, lazer, educação e meio ambiente, a TV Mirante está com um stand esclarecendo dúvidas da população sobre o desligamento do sinal analógico. 

O desligamento total do sinal analógico nas cidades de Alcântara, Bacabeira, Bacurituba, Icatu, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, São Bento, São José de Ribamar e na capital São Luís, está previsto para março do ano que vem.
A Ação Global facilita o acesso a direitos que são essenciais a todos os cidadãos (Foto: TV Mirante)

Prefeito Luis Fernando apresenta prestação de contas do 1º quadrimestre de 2017
O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, apresentou nesta quinta-feira (25), no Plenário da Câmara Municipal, o balanço contábil e financeiro da sua administração, referente ao 1º quadrimestre de 2017. A prestação de contas cumpre a Lei Complementar Federal nº 101/2000, da Lei de Responsabilidade Fiscal.
Além de dizer onde e como o dinheiro público do município de São José de Ribamar está sendo empregado, Luis Fernando também convocou o representante da Odebrecht Ambiental, concessionária de abastecimento de água e esgoto, para dar explicações sobre os serviços oferecidos nos últimos dois anos e as perspectivas para os próximos, caso a empresa continue com a concessão.
“Já estive nesta casa 19 vezes nos mandatos anteriores. A gente vive uma democracia representativa, o prefeito, o vice-prefeito e os parlamentares são eleitos para representar o povo, poder legislativo e o poder executivo. Esse contato direto, elimina muitas barreiras e o cidadão se sente contemplado com a atenção do governo que é dada e nós devemos satisfação a população”, afirmou o prefeito.
Durante a prestação de contas, Luis Fernando explicou que apesar do disforme e sofrido orçamento deixado pela antiga administração, às contas da prefeitura estão equilibradas chegando a apontar um pouco mais de 47% do comprometimento da receita, ou seja, no limite prudencial, inclusive equilibrado os gastos com pessoal, o que tem permitido o cumprimento de todos os contratos; pagamento em dia dos funcionários públicos, conforme datas contidas no calendário lançado no início do ano; retomada de obras importantes, antes paralisadas, e autorização de novas obras que deverão trazer progresso para o município.
Impasse: Caberá a Câmara de Vereadores chegar a solução para crise no turismo de Raposa. Foto: Nonato Aguiar / Folha do Município 
A Câmara Municipal de Raposa recebeu, na manhã desta sexta-feira (26), membros da Associação dos Barqueiros, Rendeiras e Restaurantes de Raposa – ASTUR, para tratar de imbróglio no setor do turismo, mais precisamente em relação à área de passeios náuticos no roteiro turístico da cidade. 

De acordo os reclamantes, que atuam há anos nesta atividade, a entrada de uma nova embarcação, quem trabalhava em outras cidades, atingiu de forma prejudicial o trabalho dos profissionais da Raposa. 

Os barqueiros dizem que a embarcação [um Catamarã], recém chegada ao município, tem promovido uma concorrência desleal e prejudicial à economia local. Eles afirmaram, aos vereadores, que a proprietária da embarcação em questão não tem respeitado os acordos comerciais firmados entre todos que atuam no setor, provocando uma revolta geral entre a categoria. 

Os membros da ASTUR procuram os vereadores da Raposa, afim de que o Poder intervenha no conflito, com a criação de Lei que regulamente a exploração do turismo náutico no município. 

Os proprietários das embarcações solicitaram, ainda, aos parlamentares, que seja tomada urgentes providências sobre o fato relatado em reunião, até que se tenha uma definição conclusiva do caso, no intuito de evitar que o conflito chegue às vias de fato. 

Participaram da reunião com representante do turismo, os vereadores Beka Rodrigues, Rosa do Araçagy, Profª Eliene, Enoque Lisboa, Joaquim Souto, Laurivan Uchôa, Magno da Colônia, Wagner Fernandes, Ribamar e Vonei, além do vice-prefeito, Alan da Madeireira. 

O presidente da câmara, Beka Rodrigues, disse ser preocupante o impasse e se colocou a disposição, assim como os demais parlamentares presentes, para a elaboração uma saída responsável para situação. “Foi acordado para a próxima segunda-feira (29), uma reunião com os secretários Municipais que representam as pastas de Turismo e Meio Ambiente, no intuito de questionarmos os órgãos sobre a construção de uma solução para caso; e que esta venha em benefício de todos”, disse Beka.
Foto: Nonato Aguiar / Folha do Município 


Rádio Timbira

banner: radio timbira

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Navigation