domingo, 27 de maio de 2018
Ministro da Segurança Pública disse que PF instaurou 37 inquéritos para apurar 'apoio criminoso'. Segundo balanço, persistem 566 pontos de bloqueio em rodovias.
Pelo sétimo dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações pelo país. Os atos deste domingo (27) dão continuidade à mobilização contra a disparada do preço do diesel, que faz parte da política de preços da Petrobras em vigor desde julho de 2017.

O gabinete do governo que monitora a crise já está em reunião, em Brasília, sem a presença do presidente Michel Temer. Está prevista uma segunda reunião, às 17h, também na capital federal.

Em ao menos sete estados (São Paulo, Paraná, Bahia, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia), há relatos de postos que foram reabastecidos. Em diversas cidades, motoristas tiveram de esperar em filas de veículos para colocar combustível.

Um balanço da Infraero aponta que ao menos 14 aeroportos do Brasil estão sem combustível.

Em entrevista coletiva na noite deste sábado (26), o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que a Polícia Federal instaurou 37 inquéritos em 25 estados para apurar prática de locaute durante a greve dos caminhoneiros.

Locaute (termo originado a partir da palavra em inglês lock out) é o que acontece quando os patrões de um determinado setor impedem os trabalhadores de exercer a atividade. A prática é proibida por lei.

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

nonatoaguiarraposa@gmail.com

Blogroll