terça-feira, 31 de julho de 2018
A pré-candidata do PSL ao Governo do Maranhão, Maura Jorge, declarou hoje (30), em entrevista ao programa Passando a Limpo, da Rádio Difusora AM, que não se sentiu enfraquecida depois de perder o apoio de partidos que estavam praticamente fechados para coligar com ela.

A poucos dias da convenção que marcará o lançamento da sua candidatura, a ex-prefeita de Lago da Pedra viu saírem do seu projeto o Podemos, o PSC, o PSDC e ainda mais distante o PMN.

A pré-candidata havia até adiado a data da convenção, aguardando justamente o desfecho das negociações com essas legendas.

Segundo ela, no entanto, a sequência de eventos lhe deu mais força para a disputa eleitora.

“Se pensam que vão me enfraquecer, eu vou é pra cima. Não vão me enfraquecer”, disse.

Maura Jorge confirmou que a principal causa da debandada de partidos foi a formação das chapas proporcionais e disse entender o posicionamento do presidente estadual do PSL, vereador Chico Carvalho.

“É da lógica do nosso modelo político esse tipo de formatação e o presidente Chico Carvalho estava sempre defendendo os pré-candidatos do partido”, afirmou, referindo-se à disputa proporcional.

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll