quarta-feira, 12 de setembro de 2018
Jair Bolsonaro passa por nova cirurgia
Candidato do PSL sofreu um ataque com faca durante ato de campanha na última quinta e está internado no Hospital Albert Einsten.
Bolsonaro faz cirurgia de emergência em São Paulo
Procedimento não programado é realizado para correção de aderências entre as alças intestinais do candidato à Presidência
Alexandre Garcia, do R7
O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, retornou ao centro cirúrgico do hospital Albert Einstein, em São Paulo, para corrigir uma obstrução no intestino delgado.

As informações, divulgadas na noite desta quarta-feira (12) pela equipe médica do hospital, afirmam que o procedimento foi indicado após Bolsonaro apresentar distensão abdominal progressiva e náuseas durante o dia. Ele foi levado para a realização de uma tomografia, que identificou a obstrução.

Alimentação oral de Bolsonaro é suspensa até próxima avaliação

Mais cedo, a equipe médica do hospital afirmou que o quadro clínico de Bolsonaro "estava inalterado nas últimas 12 horas" e ele seguia internado na unidade de cuidados semi-intensivos do hospital.

Pela manhã, os médicos informaram a suspensão da alimentação oral por causa do surgimento da distensão abdominal e o candidato vinha recebendo alimentação pela veia.

Bolsonaro está internado desde a última quinta-feira (6), quando foi esfaqueado durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora (MG). Na ocasião, a equipe médica que atendeu o presidenciável na cidade mineira disse que o candidato sofreu três perfurações no intestino delgado e uma lesão grave no intestino grosso.

Confira a íntegra do boletim:

"São Paulo, 12 de setembro de 2018.


O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, continua internado na unidade de cuidados semi-intensivos do Hospital Israelita Albert Einstein.

Evoluiu agora com distensão abdominal progressiva e náuseas, foi submetido a uma Tomografia de abdômen que evidenciou presença de aderência obstruindo o intestino delgado.

Foi indicado o tratamento cirúrgico, que está sendo realizado neste momento.

Dr. Antônio Luiz Macedo, cirurgião
Dr. Leandro Echenique, clínico e cardiologista
Dr. Miguel Cendoroglo, Diretor Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein"
Foto postada por filho de Jair Bolsonaro mostra candidato em poltrona do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, fazendo sinais de armas — Foto: Reprodução/Twitter/Flavio Bolsonaro

Recuperação em hospital de SP
Segundo a cúpula do Hospital Albert Einstein, os principais riscos que serão monitorados são pneumonia (pois o candidato ficou muito tempo em choque e perdeu cerca de 2 litros de sangue) e infecção (por causa do vazamento de massa fecal na cavidade abdominal).

A previsão de internação é de sete a dez dias. A retomada das atividades de campanha só deve ocorrer 20 dias após a data de internação. Depois da alta, o candidato será submetido a outra cirurgia de grande porte para "reconstruir o trânsito intestinal e retirar a bolsa de colostomia".

A realização da operação já estava prevista para depois que o candidato tiver alta. Segundo médicos ouvidos pela reportagem, a cirurgia só deve acontecer daqui a dois meses. Nesse meio tempo, Bolsonaro seguirá com a bolsa externa ligada à barriga.

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll