segunda-feira, 24 de setembro de 2018
Coligação “Maranhão quer Mais” lamentou violações e anunciou que acionará sua assessoria jurídica para conter os abusos

Roseana repudia uso escancarado da máquina para favorecer a candidatura de Flávio Dino

A chapa liderada pela candidata ao governo Roseana Sarney (MDB) denunciou o uso da estrutura do governo estadual para tentar interferir no resultado da eleição a ser realizada no próxima dia 7 de outubro. Após a denúncia de favorecimento ao governador Flávio Dino, que concorre à reeleição, com a destinação de obras do programa”Mais Asfalto”, em Imperatriz, tendo como pivô um candidato a deputado estadual da coligação dinista, vazam mensagens de áudio transmitidas via linhas telefônicas públicas por membros do primeiro escalão da administração estadual convocando servidores e seus familiares a participar de ato político de campanha do comunista e seus aliados.

Em nota, coligação de Roseana diz que denunciará caso à Justiça Eleitoral e cita “banalização de práticas diversas de captação ilícita de votos”

Segue a nota de repúdio:

A Coligação “Maranhão Quer Mais” vem a público repudiar o uso da máquina do Estado para deformar o resultado do pleito eleitoral que se avizinha.

Se não bastasse o flagrante documentado em Imperatriz, entre domingo (18) e quarta-feira (21), protagonizado pelo candidato a deputado estadual Rildo Amaral, do Solidariedade, aliado do candidato à reeleição para o governo, Flávio Dino, que fez palanque sobre obra eleitoreira em execução (asfalto em três ruas do bairro Vila Redenção), surgem, agora, mensagens em áudio distribuídas via equipamentos e linhas telefônicas públicas, por integrantes do primeiro escalão governamental, da Saúde e da Cultura, intimando servidores a comparecerem a atos de campanha, levando familiares, em final de semana.

O próprio chefe do governo, que é um ex-juiz de direito, encorajou seus comandados a essas práticas, quando tentou desmoralizar a magistrada que o condenou por chantagem explícita ao eleitor de Coroatá por ocasião das eleições de 2016.

Agora, vê-se a banalização de práticas diversas de captação ilícita de votos, demonstrando que o ex-juiz e seus asseclas apostam na impunidade, topam humilhar a lei e desafiam a capacidade de percepção do ministério público eleitoral.

A assessoria jurídica da nossa campanha está ingressando com todos os pedidos de apuração que se fazem necessários, crendo piamente que o mesmo será feito pela Procuradoria Eleitoral, até porque os criminosos a serviço da desmoralização do presente processo eleitoral agem às claras, sem subterfúgios, tão confiantes que estão de que a lei não foi feita para eles.

São Luís, 23 de setembro de 2018

Coligação “MARANHÃO QUER MAIS”

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll