quinta-feira, 25 de outubro de 2018
A Prefeitura de São Luís, através da Procuradoria Geral do Município, conseguiu uma vitória importante para a população da capital maranhense, principalmente para quem necessita do transporte público coletivo.

O Tribunal Regional do Trabalho, após ação da Prefeitura de São Luís, determinou que apesar da decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão – paralisar os ônibus durante boa parte da sexta-feira (26) e deflagrar greve geral a partir da segunda-feira (29) – a frota de ônibus da capital deve funcionar em, no mínimo, 70%.

A desembargadora Ilka Esdra Araújo, nesta quinta-feira (24), atendeu em parte o pedido formulado pela Procuradoria Geral do Município de São Luís e determinou “que seja garantido 70% das frotas de ônibus em todas as linhas e itinerários e em todos os horários, com respectivos motoristas e cobradores para o atendimento mínimo necessário à população”.

A decisão também proíbe que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão “não coaja ou impeça os trabalhadores que não queiram aderir ao movimento”.

Por fim, a decisão ainda determina que não sejam promovidas reuniões ou passeatas nas vias públicas, bem como não sejam bloqueadas as entradas das garagens das empresas de ônibus.

A ação do procurador Marcos Braid, por determinação do prefeito Edivaldo Júnior, teve a intenção, e conseguiu, assegurar que o usuário do transporte público coletivo de São Luís não seja o maior prejudicado em uma eventual paralisação.

Sendo assim, após a decisão do TRT, os ônibus devem circular normalmente nesta sexta-feira.

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll