É incansável a tentativa do grupo Murad em capturar o atual secretário da pasta da saúde, Carlos Lula. A mais nova investida usa a mal elaborada resposta da superintendente da Polícia Federal para acusar Carlos Lula de omissão no esquema que desviou mais de R$ 18 milhões de verbas federais, até setembro de 2015, destinada a saúde do Maranhão.
Contudo, o texto da justiça apresenta outra informação. O desvio do recurso acaba justamente quando Carlos Lula assume a função de subsecretário da pasta. Leia o texto:
Além disso, vale lembrar que ninguém pode ser acusado de omissão antes mesmo de entrar no quadro de servidores da Secretaria. Outro trecho da decisão judicial ressalta que Carlos Lula questionou o procedimento. Acompanhe abaixo:
Talvez, o pecado do secretário tenha sido por falta de onisciência e onipresença para conter o desvio antes mesmo de saber da existência do mesmo. Pelo menos onipotente ele é, tem mais resistência que os Murad poderiam supor. Agora é esperar para ver a próxima isca para capturar esse siri cascudo.