Número representa apenas 4% das casas solicitados pelos municípios maranhenses. 
O Ministério das Cidades autorizou a contratação de mais 54 mil unidades habitacionais destinadas à Faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida. Os imóveis poderão ser adquiridos a partir dos recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). A proposta foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (6) e já está em vigor.
No Maranhão, foram contemplados apenas dois municípios, São Luís e Raposa, ambos situados na Região Metropolitana. A capital ficou com 208 casas a serem construídas no Residencial Alvorada I, já os raposenses com 200, para o Residencial Por do Sol I e II.
A lista das propostas contempla projetos nas cinco regiões do País, a maior parte no Sudeste. Antes da efetiva contratação, um cronograma para cadastramento das propostas e análise da Caixa Econômica Federal deve ser seguido pelas empresas.
Os proponentes terão 30 dias para comprovar informações preenchidas nos Formulários de Qualificação Inicial, 90 dias para apresentar anteprojeto e estudo de viabilidade do empreendimento e 180 dias para reunir todas as condições necessárias à contratação do empreendimento.
As novas contratações fazem parte do segundo lote de moradias do Minha Casa Minha Vida e beneficiará famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. De acordo com o Ministério das Cidades, a medida permite que o Governo do Brasil cumpra com a meta estabelecida para o ano, com 100 mil unidades habitacionais autorizadas para contratação.
–  Weverton denuncia redução 
O deputado  federal Weverton Rocha (PDT) usou a tribuna da Câmara na tarde desta segunda-feira (06) para denunciar a redução de unidades do Minha Casa, Minha Vida para o Maranhão no governo do peemedebista Michel Temer.
Rocha disse que Temer liberou apenas 4% das casas solicitados pelos municípios maranhenses. “Eu precisava registrar a portaria que saiu hoje do Ministério das Cidades, o Minha Casa Minha Vida que foi publicado hoje apenas 400 casas foi indicada para o Maranhão, entanto no nosso estado foram 400 lá em São Paulo foram 15 mil casas, em Pernambuco quase 3 mil casas. O estado com o maior défice habitacional do Brasil é exatamente o Maranhão, e mandam apenas 200 casas para São Luís e 200 para Raposa”. Disse.
– Abaixo pronunciamento do deputado Weverton: