Terremoto que atingiu fronteira entre Irã e Iraque provoca mais de 300 mortes Foto: EFE/Abedin Taherkenareh
Números continuam subindo nesta segunda-feira. Feridos passam de 1,7 mil.
Número de mortos após tremor na fronteira entre Iraque e Irã passa de 330.
Terremoto de 7,3 de magnitude atingiu a região no domingo. Número de mortos apenas na província iraniana de Kermanshah já chegou a 328.
O número de vítimas do terremoto que atingiu a fronteira entre Iraque e Irã na tarde de domingo (12) chegou a 334 nesta segunda-feira. Grupos de resgate fazem buscas por sobreviventes sobre os escombros por mais de 11 horas.
A província iraniana de Kermanshah foi a mais atingida pelo tremor de magnitude 7,3. Só lá, 328 pessoas morreram e mais de 3,9 mil ficaram feridas, de acordo com informações da agência de notícias EFE.
O principal hospital da cidade iraniana de Sarpol-e Zahab, que fica na fronteira entre os dois países, foi gravemente danificado e feridos das cidades próximas tiveram que viajar para longe para receber atendimento.
Outras seis pessoas morreram na região de Suleimaniya, no Iraque. Ao todo, 1,7 mil ficaram feridos. Os dois países sofreram falta de energia e os governos pediram para moradores de algumas regiões deixarem suas casas pelos riscos de desabamentos.
O Irã tem uma grande atividade sísmica. Os terremotos mais graves até o momento aconteceram em dezembro de 2003 e em junho de 1990, quando 31 mil e 37 mil pessoas morreram, respectivamente
*Com informações da Agência EFE