Submarino está desaparecido desde o último dia 15 Foto: EFE/Armada Argentina
"Evento consistente com uma explosão" foi detectado horas após último contato com a tripulação.
De acordo com informação da Marinha argentina, o submarino desaparecido pode ter sofrido uma explosão. Segundo os militares, foi detectado um “evento consistente com uma explosão”, horas após o último contato com os controladores, no dia 15.

– Recebemos uma informação do embaixador da Áustria sobre um evento anômalo, singular, curto, violento e não nuclear consistente com uma explosão – disse o porta-voz da Marinha, Enrique Balbi – O evento coincide com a informação recebida pelos Estados Unidos de que foi detectada uma anomalia hidroacústica na quarta-feira, dia 15 – afirmou o militar.

Segundo as fontes da marinha, o embaixador da argentina na Áustria, que deu a informação sobre a possível explosão, também é membro de um organização de controle de testes nucleares, cuja função é monitorar eventos anômalos nos mares internacionais.

Ainda durante a coletiva de imprensa, Enrique Balbi afirmou que não há evidências de que o submarino tenha sido atacado.

– Até que não tenhamos nenhuma evidência certa, não podemos tirar nenhuma informação conclusiva – declarou.