O governador Flávio Dino usou as redes sociais para novamente criticar a operação Pegadores, da Polícia Federal, que deflagrou investigação para apurar supostos atos de corrupção na secretaria de Saúde do Governo.

Dino afirma que um delegado usou um dossiê falso fabricado contra sua gestão para embasar a denúncia e revelou que o Estado já o acionou na Corregedoria da PF sobre o procedimento.

– Decisão do TRF

Reconhecendo que a Justiça de primeiro grau não possui competência para dar sequência ao processo investigatório na Operação Pegadores, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, atendeu o pedido impetrado pelo Secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, decidindo encaminhar à Brasília (instância federal) todos os processos relacionados à operação deflagrada recentemente pela Polícia Federal que apura desvios e fraudes na Saúde Pública do Maranhão.

De acordo o Desembargador Federal Ney Bello – que reconheceu abuso da PF – a competência para julgar o caso é da Segunda Corte, e os autos deverão ser distribuídos na 2ª Seção. Isso significa dizer que foi deferido o pedido liminar determinando a remessa imediata à Corte Federal de todo o processo para que então o mesmo se reinicie, conforme decisão abaixo.