Com a triste notícia da morte do presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT), o deputado Othelino Neto (PCdoB) assumiu, de forma automática e definitiva, a Presidência da AL, sem necessidade de posse.
A ascensão automática ocorreu por conta do Projeto de Resolução Legislativa nº 049/2017, que alterou as regras de substituição de cargos vagos na Mesa Diretora.
A ascensão é automática, de acordo com o Regimento Interno da Casa, sem necessidade de posse, também para os demais vices. Assim haverá eleição apenas para o novo quarto vice.
O mandato do presidente Humberto terminaria no 31 de janeiro de 2019, que será concluído pelo agora presidente Othelino Neto.
Regras novas
O projeto que alterou as regras é de autoria do deputado Roberto Costa (PMDB), e prevê que, em caso de vacância do cargo de presidente, por exemplo, assume definitivamente o 1º vice-presidente, sem necessidade de nova eleição.
De acordo com o Projeto de Resolução Legislativa nº 049/2017, o Artigo 10 da Resolução Legislativa nº 449/04, que dispõe sobre o Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Maranhão, passa a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 10 – Declarado vago o cargo na Mesa Diretora, nas hipóteses previstas no Art. 75 deste Regimento ou pelo afastamento do titular para exercício de cargo ou função em outro Poder, a sucessão dar-se-á da seguinte forma:
I – Para o cargo de Presidente pelo 1º Vice-Presidente e para este e os demais obedecidos na ordem de sua sequência, realizando-se a eleição para os que restarem vagos, no prazo de até cinco sessões ordinárias, obedecidas as regras do Art. 8 deste Regimento Interno.
II – Para o cargo de Secretário, aplica-se a regra de sucessão prevista no inciso anterior, no prazo de até cinco sessões, nos termos do Art. 8 do Regimento Interno”.

Nova composição da mesa diretora da Assembleia Legislativa:
Presidente – Othelino Neto (PCdoB)
Vice-Presidente: Fábio Macedo (PDT)
2° Vice-Presidente: Josimar do Maranhãozinho (PR)
3° Vice-Presidente: Adriano Sarney (PV)
4.° Vice-Presidente – Ricardo Rios (SD)
1° Secretário – Stênio Resende (DEM)
2° Secretário – Zé Inácio (PT)
3° Secretário – Nina Melo (PMDB)
4º Secretário – vago