O governador do Maranhão, Flávio Dino, usou as redes sociais para criticar a decisão do juiz Sérgio Moro de autorizar a prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, após o STF (Suprem Tribunal Federal) negar o habeas corpus na sessão que começou na tarde quarta-feira e terminou na madrugada de quinta-feira (5).
Segundo Dino, “prisão antes mesmo de esgotado os recursos em 2ª instância e antes de finalizado o debate constitucional no Supremo só explica por ansiedade ou parcialidade. Ou os dois erros simultaneamente”, observou o governador em um de suas postagens após Moro determinar que Lula se apresente à sede da PF, em Curitiba, para cumprir pena em regime fechado até as 17h desta sexta-feira (6).