A juíza da Comarca de Coroatá, Anelise Reginato, que declarar nesta semana a inelegibilidade do governador Flávio Dino (PCdoB), do ex-secretário Márcio Jerry (PCdoB) e do prefeito e do vice de Coroatá, respectivamente Luís Filho (PT) e Domingos Alberto (PSB), não aprovou a omissão da Associação dos Magistrado do Maranhão (AMMA) em relação ao seu caso.
Por conta disso, ela protocolou, às 7h04 da manhã desta sexta-feira (10), um pedido de desligamento.
A informação é do blog do Zeca Soares.
Desde a noite de quarta-feira (8) a magistrada vem sofrendo ataques por parte de simpatizantes e aliados dos comunistas, sem qualquer manifestação da entidade.
Na tarde de ontem (9), a direção da Associação chegou a informar a jornalistas que um posicionamento só seria emitido após deliberação de um conselho que sequer tem data para se manifestar.
Há pouco, às 7h20, a AMMA decidiu emitir uma nota de apoio (reveja), após a decisão da juíza de pedir desligamento da entidade.