A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Assembleia Legislativa decidiu, em reunião na tarde de ontem (9), pelo adiamento da tramitação do projeto de lei do Executivo em que se pede autorização para a contração de empréstimo de R$ 623 milhões.

A expectativa é que o tema volte a discussão somente na semana que vem, segundo informou mais cedo O Estado.

A análise da matéria se limitou no primeiro dia no Legislativo ao anúncio do presidente da CCJ, Neto Evangelista (DEM) de que a relatoria do texto, ao contrário do que fora acordado antes da reunião temática, ficaria a cargo do deputado estadual Dr. Yglésio (PDT). A redistribuição foi feita no mesmo dia da sessão.

Ao tomar ciência, o pedetista solicitou da presidência da comissão novo prazo para análise e apreciação da matéria.

“Como se trata de tema de grande interesse público, peço pelo menos mais uma semana para me debruçar sobre o assunto”, disse Dr. Yglésio durante a sessão da CCJ.