O Fla-Flu desta quarta-feira pela Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, terminou com a vitória Tricolor por 1 a 0, no Maracanã. Invicto e com 100% de aproveitamento na competição, o Fluminense teve no veterano Nenê, de 38 anos, como seu grande destaque. Com um belo gol no segundo tempo, o meio-campista foi o único a marcar.

Com 12 pontos e na liderança isolada do grupo B, o Flu volta a campo no sábado para enfrentar o Boavista, líder do grupo A, no Maracanã.

A derrota deixou o Flamengo na segunda colocação do grupo A, com 7 pontos. Na segunda-feira, desta vez com o elenco principal à disposição, o Rubro-Negro vai enfrentar o Resende, no Maracanã.

O primeiro tempo do Fla-Flu no Maracanã foi de poucas emoções. O jogo começou truncado, mas o Flamengo passou a controlar a posse de bola enquanto o adversário, com três volantes, tentava explorar os contra-ataques com lançamentos nas costas dos laterais.

A garotada rubro-negra teve o domínio do jogo nos primeiros 45 minutos e tentou pressionar o Flu. Mas foram do Tricolor as melhores chances de gol, duas delas dos pés de Nenê.

Na primeira, aos 13 minutos, ele bateu forte de fora da área e obriga Gabriel Batista a se esticou para mandar para escanteio. Já aos 39, em cobrança de falta sofrida por Henrique, Nenê acertou a trave. No rebote, Miguel mandou para fora.

A melhor chance do Flamengo foi aos 33, em chute de fora da área de Yuri que Muriel defendeu.

O segundo tempo começou mais movimentado, com o Rubro-Negro mais incisivo na busca pelo gol. O jogo ficou mais veloz e o Fla quase abriu o placar aos dois. Depois de um lance errado do Tricolor, a bola ficou com Bill, que bateu cruzado e a bola tirou tinta da trave antes de sair pela linha de fundo.

Aos 10, Pepê recebeu de João Lucas na área e bateu de primeira, mas acertou a rede pelo lado de fora.

O Fluminense reagiu aos 14 em cobrança de escanteio de Nenê que Gilberto quase marcou de cabeça.

Aos 18, o técnico Maurício Souza fez duas substituições polêmicas. Bill e Yuri César, os mais perigosos entre os rubro-negros, saíram para as entradas de Wendel e Lucas Silva. A nova formação da equipe não encaixou e o Flu passou a dominar o jogo.

Aos 25, o Tricolor abriu o placar com um golaço de Nenê. Yago Felipe cruzou da esquerda, Richard furou e Nenê tocou de calcanhar. A bola desviou em Hugo Moura e entrou.

O Fla demorou a se reequilibrar e, mais experiente, o Flu soube segurar a bola. No final, empurrado pela torcida, o Fla foi para cima e teve boa chance de empatar aos 46. Guilherme recebeu de Wendel e, frente à frente com Muriel, chutou em cima do goleiro.