O governador Flávio Dino informou, na manhã de hoje, que o pedido para interrupção de voos comerciais no Maranhão foi negado pela Justiça Federal.

“Em face da emergência sanitária, ingressamos na Justiça Federal pedindo a interrupção de voos comerciais de passageiros para o Maranhão, evidentemente com exceções a cargas e casos urgentes a serem analisados. Infelizmente o juiz negou a liminar, afirmou.

“A liminar que pedimos à Justiça Federal para interrupção de voos comerciais de passageiros é reforçada pela natureza do 1º caso confirmado de coronavírus no Maranhão. Infelizmente o juiz considerou que a atribuição pertence ao Governo Federal, completou.