O governador Flávio Dino (PCdoB) decretará ainda nesta quinta-feira (19) estado de calamidade pública no Maranhão em virtude de um surto de H1N1 em São Luís, da luta contra a expansão do novo coronavírus (Covid-19) e dos alagamentos na região de Pedreiras, Trizidela do Vale e Imperatriz.

A informação foi confirmada pelo comunista em entrevista ao JMTV1, da TV Mirante.

“Em razão dessa situação sanitária, ou seja, do risco do coronavírus, dos caos de H1N1 e mais o problema das chuvas e também dos desabrigados, eu vou decretar calamidade pública em nível estadual”, destacou.

Segundo Dino, na prática, o decreto facilitará, ao Estado e aos Municípios, os processos de compras para minimizar os problemas nessas áreas específicas.

“Isso implica, na prática, que o governo federal fica autorizado a repassar recursos de defesa civil para o Corpo de Bombeiros e também se agilizam compras públicas”, destacou.