O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu neste sábado (28) a necessidade de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus no país durante entrevista coletiva em Brasília.

O ministro reforçou a importância das pessoas ficarem em casa até que o pode público consiga colocar os equipamentos na mão dos profissionais da saúde.

“Se a gente sair andando todo mundo de uma vez vai faltar pro rico, pro pobre, para o dono da empresa, para o dono do botequim, para o dono de todo mundo”, disse.

“Nós precisamos ter racionalidade e não nos mover por impulso neste momento. Vamos nos mover, como eu disse desde o princípio, pela ciência e pela parte técnica, com planejamento. Pensando em todos os cenários quando a gente fala de colapso, de sobrecarga, ou de sobreuso no sistema”, acrescentou.

“Agora vai ter que poupar o sistema de saúde. Agora não é hora de sobrecarregar o sistema de saúde, seja em nome do que for. Agora é hora de aguardar, vamos ver como essa semana vai se comportar, e nós vamos ter nessa semana a discussão dentro da Saúde para achar os parâmetros”, finalizou.

Desde o início da pandemia no Brasil, foram registradas 114 mortes e 3.904 casos no país.

Foto: Marcello Casal/ Agência Brasil