Apesar do Maranhão ter iniciado, nesta semana, mais uma etapa da flexibilização do distanciamento social, o estado voltou a ter o maior número de óbitos em 24 horas, com 39 mortes registradas no boletim da Secretaria de Saúde.

Vale destacar que essa é quinta vez, todas no mês de junho e a segunda nesta semana, que o Maranhão registra 39 óbitos em 24 horas. Além deste boletim, os boletins dos dias 08, 12, 20 e 22, também foram registradas 39 mortes.

De acordo com o novo boletim da SES, desta quarta-feira (24), tivemos 39 novos óbitos (17 na Região Metropolitana e 22 no interior maranhense), mais 1.293 novos casos (63 na Região Metropolitana e 1.230 no interior maranhense).

Com isso, o balanço atual do coronavírus no Maranhão é o seguinte: 73.314 casos, com 1.836 mortes, 51.911 pessoas recuperadas, 1.822 suspeitos e já são 214 municípios maranhenses que já tiveram registros oficiais Covid-19. Ou seja, já temos quase 99% das cidades do Maranhão com pessoas infectadas.

Para a SES, apenas três cidades não teriam o registro da doença, são elas: Loreto, Lagoa do Mato e São Félix de Balsas.

Sobre os leitos, atualmente a ocupação de leitos de UTI na capital é de 78,98%, já de leitos clínicos é de 29,20%. No interior, com exceção de Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI está em 81,18% e leitos clínicos em 67,10%. Já em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI alcançou 75,93%, já de leitos clínicos, a taxa é de 69,14%.

Vale destacar ainda que, até o momento, já tivemos 2.002 profissionais da Saúde infectados, mas com 1.873 recuperados e, infelizmente, 37 óbitos durante toda a pandemia.

Os 39 novos óbitos vieram: Bacuri (01); Santa Helena (01); Arame (01); Turiaçu (01); Barra do Corda (01); São Mateus (01); Bacabal (01); Lago da Pedra (01); Guimarães (01); Paço do Lumiar (02); Imperatriz (04); São José de Ribamar (04); Santa Inês (09); São Luís (11).