Mesmo com o Governo Flávio Dino seguindo na flexibilização do distanciamento social, os números vão demonstrando que a doença no Maranhão ainda está em alta e, nesta sexta-feira (12), tivemos repetido o maior número de óbitos em 24 horas, foram 39 mortes, mesma quantidade registrada na última segunda-feira (08).

De acordo com o novo boletim da SES, desta sexta-feira, tivemos 39 novos óbitos (12 na Região Metropolitana e 27 no interior maranhense), mais 1.925 novos casos (119 na Região Metropolitana e 1.806 no interior maranhense).

Com isso, o balanço atual do coronavírus no Maranhão é o seguinte: 57.605 casos, com 1.399 mortes, 31.569 pessoas recuperadas, 942 suspeitos e já são 213 municípios maranhenses que já tiveram registros oficiais Covid-19. Ou seja, já temos quase 98% das cidades do Maranhão com pessoas infectadas.

Para a SES, apenas quatro cidades não teriam o registro da doença, são elas: Loreto, Lagoa do Mato, São Félix de Balsas e São Francisco do Maranhão.

Sobre os leitos, atualmente a ocupação de leitos de UTI na capital é de 78,33%, já de leitos clínicos é de 24,60%. No interior, com exceção de Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI está em 87,67% e leitos clínicos em 85,58%. Já em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI alcançou 77,78%, já de leitos clínicos, a taxa é de 75,31%.

Vale destacar ainda que, até o momento, já tivemos 1.562 profissionais da Saúde infectados, mas com 1.422 recuperados e, infelizmente, 29 óbitos durante toda a pandemia.

Os 39 novos óbitos vieram: Duque Bacelar (01); Paço do Lumiar (01), Timon (01); Paulo Ramos (01); Miranda do Norte (01); Graça Aranha (01); Senador La Roque (01); São Luiz Gonzaga (01); São João dos Patos (01); Raposa (01); Humberto de Campos (01); Viana (01); Tutóia (01); Carutapera (01); Barreirinhas (02); Chapadinha (02); São José de Ribamar (02); São Luís (08); Imperatriz (11).

Avanço do coronavírus
Brasil tem 41.901 mortes por Covid e se torna o 2º país com maior nº de óbitos no mundo.

Levantamento de consórcio de veículos de imprensa contabiliza 843 novas vítimas registradas em 24 h. Com isso, Brasil passou o Reino Unido e só fica atrás dos EUA.