Prefeita Talita Laci segue na linha de frente em ações contra o covid-19.
Questionamento ao Tribunal foi realizado pelo Senador Weverton Rocha e teve resposta no mês de março.

Desde que a prefeita Talita Laci (PCdoB) assumiu pela primeira vez o comando da Prefeitura de Raposa – em agosto de 2014 – diante da cassação do então prefeito Clodomir de Oliveira (MDB) por parte da Primeira e Segunda Instância da Justiça Eleitoral maranhense, começaram os burburinhos de políticos locais e de alguns advogados especulando que a filha do ex-prefeito Laci não poderia concorrer a reeleição.

Quando Talita venceu as eleições nas urnas, em 2016, os rumores aumentaram ainda mais. Os adversários juravam de pés juntos que a nova prefeita raposense não poderia concorrer a reeleição em 2020 pelo fato de ter ficado cerca de 90 dias – somado todas as idas e voltas  – no cargo.

Foi então que o experiente ex-prefeito José Laci pediu para o Senador Weverton Rocha (PDT) realizar uma consulta junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e acabar de vez com o “zunzum”. E assim foi feito!

No último dia 18 de março de 2020, o Gabinete do Ministro Luís Roberto Barroso, atual presidente do TSE, na Consulta nº: 0600636-44.2019.6.00.0000, assinado pela Analista Judiciário Marina Martins Santos, opina pelo não conhecimento da consulta devido ao fato de existir jurisprudência para o caso envolvendo a atual prefeita de Raposa, conforme o Parecer abaixo.

A situação de Talita é tão tranquila e repetida na justiça eleitoral que o órgão técnico especializado do TSE apenas cuidou em demonstrar ao relator – Ministro Barroso – os inúmeros precedentes – casos similares – que demonstram a possibilidade que a prefeita de Raposa tem em concorrer à reeleição.

Confira AQUI a íntegra do documento em favor da prefeita Talita, que tira qualquer dúvida sobre a possibilidade da candidatura nas eleições deste ano. 
As informações são do blog domingoscosta