A desembargadora Anildes Cruz acatou o pedido do Ministério Público e decidiu pelo afastamento de Francisco Alves de Araújo (PSDB), atual prefeito da cidade de Bom Jardim, por 120 dias.

A magistrada também decretou indisponibilidade de bens do gestor por atos de improbidade administrativa.

O pedido do MP foi motivado por uma licitação no valor de mais de R$ 11 milhões para aquisição de medicamentos, insumos hospitalares e materiais laboratoriais e odontológicos com indícios de fraude.

Além do afastamento, a desembargadora determina “a notificação da Câmara Municipal de Bom Jardim, por seu Presidente (ou substituto legal), para que, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, adote as providências cabíveis (previstas nas normais legais municipais) para dar posse ao (à) Vice-Prefeito (a) do Município de Bom Jardim, comunicando-se, outrossim, as instituições financeiras em que sejam movimentados os recursos públicos acerca da alteração de titularidade na Chefia do Poder Executivo local.”