Entrega da Praça Vinte e Um Anjos reforça ações de revitalização dos espaços de lazer.

O nome dado à praça, Vinte e Um Anjos, faz referência a 21 dos 42 meninos mortos no crime que chocou o país e ficou conhecido como ‘O caso dos meninos emasculados do Maranhão’. 

Entrega da Praça Vinte e Um Anjos integra ação parceira do Governo do Maranhão com a Prefeitura de São Luís (Foto: Carlinhos Pereira) 

Um espaço renovado e reestruturado com itens de lazer e interação para a comunidade do Residencial Alexandra Tavares, que foi contemplada com a inauguração da Praça Vinte e Um Anjos. 

A revitalização do local integra ação parceira executada pela Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) e Prefeitura de São Luís. 

O novo espaço foi entregue à população nesta terça-feira (22).  “Esta é uma obra importante pelo cunho social, por termos parceria com o sistema penitenciário, contribuindo para a ressocialização de apenados. E, também, pela simbologia de uma das maiores tragédias ocorridas em São Luís, que foi o caso dos meninos emasculados, por isso, o nome da praça em homenagem a essas crianças. Estamos satisfeitos pois a praça ficou bonita e agora, há um espaço para crianças, jovens, adultos e idosos interagirem, terem um ambiente para atividades físicas. Mais um espaço público inaugurado pelo Governo do Estado”, pontuou o presidente da AGEM, Lívio Jonas Mendonça.  

A Praça Vinte e Um Anjos está localizada no Residencial Alexandra Tavares, nas imediações do bairro Cidade Olímpica, entre a Avenida Brasil e a Rua das Cajazeiras (BR-135, em frente ao Batalhão de Polícia). 

A praça possui o total de 1.381,52m² de área construída. Com as obras de revitalização, o espaço agora conta com pista de cooper, playground, área verde, bancos, arborização e outros elementos que favorecem a prática esportiva, o lazer e a convivência.   

Comunidade comemorou a entrega do novo espaço de lazer (Foto: Carlinhos Pereira) 

Quem ganha com essa obra é a comunidade, enfatiza o morador da área e líder comunitário, Raimundo João. “Eu acompanhei a criação desse conjunto e hoje a gente vê a criança sendo feliz. Nós que somos moradores e toda a nossa comunidade somos os maiores beneficiados com essa ação do Governo do Estado. Antes, não tínhamos nada, não tínhamos praça, um lugar para as crianças brincarem, onde pais e mães trazerem seus filhos. Hoje é uma alegria muito grande ver essa praça ocupada pelos moradores”, destaca.   

Histórico  

O nome dado à praça, Vinte e Um Anjos, faz referência a 21 dos 42 meninos mortos no crime que chocou o país e ficou conhecido como ‘O caso dos meninos emasculados do Maranhão’. 

As mães destas crianças foram acolhidas pela comunidade do Residencial Alexandra Tavares e hoje moram no local.  

À época do crime, o acusado, Francisco das Chagas Rodrigues de Brito, foi considerado o maior serial killer do Brasil por matar 42 meninos, sendo 30 vítimas no Maranhão e 12 no Pará, entre os anos de 1989 e 2004. Eram crianças entre 10 e 15 anos de idade, que tiveram os órgãos genitais retirados. 

O caso chocou pela crueldade das mortes e completou 17 anos em 2020.  

Revitalização  

Nesta quarta-feira (23), a comunidade contemplada será a Estiva, zona rural da capital, com a inauguração da Praça do Povo. 

Localizada na Estiva, a obra teve como objetivo garantir equipamentos de esporte e lazer nesta comunidade que faz parte da zona rural de São Luís. A reforma equipou a Praça do Povo com bancos de concreto, academia ao ar livre, além de áreas verdes com delimitação de canteiros e adequação/instalação de rampas de acessibilidade. Foram 844,79m² de área revitalizada.  

A execução das obras das duas praças teve a participação dos apenados do sistema penitenciário maranhense, que pelo trabalho recebem benefícios como remissão de pena. A parceria com a SEAP soma nas ações de ressocialização promovidas pelo Governo do Estado.