A cantora estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 11 de fevereiro, devido a problemas renais.

Paulinha Abelha, cantora da banda Calcinha Preta, morreu aos 43 anos, na noite desta quarta-feira (23). A artista estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 11 de fevereiro, devido a problemas renais. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Primavera, de Aracaju, em Sergipe, em nota divulgada no perfil oficial do Instagram do grupo Calcinha Preta

"O Hospital Primavera comunica, com pesar, que a cantora Paula de Menezes Nascimento Leça Viana, Paulinha Abelha, faleceu hoje às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico. Nas últimas 24 horas apresentou importante agravamento de lesões neurológicas, constatadas em ressonância magnética, associado a coma profundo. Foi então iniciado protocolo diagnóstico de morte encefálica, que confirmou hipótese após exames clínicos e complementares específicos", informou o comunicado.

No fim da tarde da terça-feira (22), o neurologista Marcos Aurélio Alves deu detalhes do estado de saúde de Paulinha durante uma coletiva de imprensa no hospital. O médico afirmou que a cantora estava em coma profundo e apresentava lesão cerebral.

"Ela chegou aqui em coma e continua em coma. Um coma grave, um coma profundo, e com um rebaixamento severo de sensório — redução do nível de consciência. É falsa a informação de que ela tinha uma bactéria na cabeça. Nós não conseguimos isolar nenhum microrganismo, seja ele viral ou bacteriano", disse Marcos Aurélio Alves.

Paula de Menezes Nascimento Leça Viana nasceu no dia 16 de agosto de 1978 em Simão Dias, Sergipe. Com apenas 12 anos, ela começou a cantar em trios elétricos em shows pelo interior sergipano. 

Antes de integrar a banda Calcinha Preta, Paulinha teve a própria banda, Flor de Mel, mas precisou interromper o sonho após três anos por falta de recursos financeiros da família.

Em 2014, a artista retornou para a Calcinha Preta, mas, dois anos depois, saiu do grupo mais uma vez para tentar carreira ao lado de Silvânia Aquino. Em 2018, Paulinha voltou definitivamente para a Calcinha Preta, onde ficou até o fim da trajetória na música.