quarta-feira, 7 de março de 2018
O deputado estadual Cabo Campos (DEM), defendeu-se hoje (7), em discurso na Assembleia Legislativa, da denúncia de agressão formalizada por sua esposa, Maria José Campos.
No grande expediente, às vezes chorando, ele sustentou a mesma versão apresentada ontem (6) pela filha, Laila Campos (saiba mais), de que reagiu a agressões da companheira, mas não apresentou dados muito consistentes sobre suas alegações.
Insinuou apenas que as imagens da vítima com colar cervical (reveja) são recorrentes depois que ela caiu lavando um terraço em casa. E desculpou-se.
“Eu quero aqui me render a todos os senhores e senhoras, pedir desculpas, pedir perdão, pelos meus erros. Sou humano. ‘Um deputado é um super homem’. Não é”, declarou.
Ele reclamou, ainda, do julgamento que por que está passando na imprensa. E pediu que os seus colegas parlamentares também não o julguem.
“Amo minha família, amo minha esposa. Não há maldade no coração da minha esposa. Não há. E esse entendimento nós vamos ter posteriormente. E eu quero pedir para meus irmãos parlamentares: eu já fui julgado pela mídia, eu já fui julgado pelas pessoas que estão acima da decência e vou ver julgado pelos tribunais. Por favor, também não me julguem”
Processo
Apesar do pronunciamento do parlamentar, a procuradora da Assembleia, deputada Valéria Macedo (PDT), confirmou que dará andamento ao pedido de afastamento do colega.
A representação foi entregue hoje pela pedetista ao presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB).

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Facebook

Contato

Whatsapp: 98-988916524

E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Blogroll