O maranhense Márcio Sidney Sousa Cavalcante foi oficialmente efetivado na presidência da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), no lugar de Ronaldo Nogueira, alvo da Operação Gaveteiro, da Polícia Federal.

Márcio Cavalcante era o número dois do órgão, no posto de diretor-executivo. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (9).

Antes de chegar ao comando nacional do órgão, ele foi diretor de operações do Detran-MA na gestão André Campos e membro da superintendência da Funasa no Maranhão, também sob o comando de Campos.