O Moto venceu o clássico diante do Sampaio, por 1 a 0, no Estádio Castelão, pelo Campeonato Maranhense e manteve o tabu de não perder para o adversário desde 2017.

O resultado deu ao Moto a liderança isolada com 13 pontos ganhos e mantém a invencibilidade da equipe na competição. Foi a vitória da melhor defesa contra o time de melhor ataque que dessa vez não funcionou.

Mais do que isso, a vitória praticamente encaminha a classificação do Moto para a semifinal.

O gol da vitória rubro-negra foi marcado por Naílson, num belo chute de fora da área, no primeiro tempo.

O Moto foi superior na partida e visivelmente foi a equipe que disputou o clássico como deve ser disputado. Marcou forte e saiu pro jogo levando sempre perigo ao adversário que teve algumas chances para esbarrou no goleiro João Paulo que entrou no lugar de Saulo que se machucou ou na péssima pontaria.

Os destaques da partida foram o goleiro João Paulo, o zagueiro Ramon, os volantes Naílson e Amaral e o meia Ancelmo que estiveram muito bem na partida. No Sampaio, o atacante Luan até que tentou dar trabalho, mas foi pouco e só deu mesmo para aumentar a preocupação do torcedor Tricolor às vésperas do Campeonato Barasileiro Série B.

Não gostei da arbitragem de Paulo José Souza Mourão. Disciplinarmente foi muito mal e deveria no mínimo ter expulsado o volante Ramon, do Sampaio por jogadas violentas.

Enquanto isso, as auxiliares Edna Cristina Santos Ferreira e Adriana Oliveira Carvalho estiveram muito bem e não deixaram passar um impedimento sequer. Foram o ponto alto da arbitragem.

As duas equipes terão pela frente agora o Imperatriz, no Estádio Frei Epifânio. O Moto joga lá na quarta-feira (12) e o Sampaio no dia 17.

Foto: Gaudêncio Carvalho/Moto Club