No início da tarde desta terça-feira (09), o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, utilizou as redes sociais para se posicionar após a deflagração da operação Cobiça Fatal, da Polícia Federal.

Lula Fylho assegura que todos os contratos celebrados com as empresas investigadas foram norteados pela seriedade e transparência. Além disso, deixou claro que a Secretaria de Saúde colabora com a investigação e acredita na seriedade da investigação conduzida pela Polícia Federal. Veja abaixo o posicionamento.

“Em todos os contratos executados pela pasta, os critérios de transparência, seriedade e publicidade são norteadores, garantindo, desta forma, a lisura e a boa prática no trato dos itens públicos. 

Quanto à peça que motivou a operação desta manhã, a Semus confirma a compra com a empresa citada no devido processo de apuração e ressalva que a relação de contratação atendeu aos critérios legais, entre os quais, o menor preço proposto pelo mercado na ocasião da compra.

A Semus reforça que consulta banco de preços para assegurar-se que os valores da compra estão condizentes com os praticados no mercado.

Por fim, a Semus reitera que, durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (9), na sede da pasta, disponibilizou todos os documentos solicitados pelo órgão e se mantém a disposição para todos os esclarecimentos que se fizerem necessários.

E, ainda, que confia na seriedade da Polícia Federal na condução da investigação”, disse o secretário Lula Fylho, titular da Semus.