Por determinação do governador do Maranhão, Flávio Dino, a flexibilização do distanciamento social segue à todo vapor, mas vai se contraponto ao número de óbitos em 24 horas, registrados pelo boletim da Secretaria de Saúde.

Neste sábado (20), foram registrados 39 mortes, este número é o maior já registrado em 24 horas e esta é a terceira vez que o número se repete nessa pandemia.

De acordo com o novo boletim da SES, tivemos 39 novos óbitos (16 na Região Metropolitana e 23 no interior maranhense), mais 1.173 novos casos (118 na Região Metropolitana e 1.055 no interior maranhense).

Com isso, o balanço atual do coronavírus no Maranhão é o seguinte: 69.673 casos, com 1.684 mortes, 46.017 pessoas recuperadas, 1.725 suspeitos e já são 214 municípios maranhenses que já tiveram registros oficiais Covid-19. Ou seja, já temos quase 99% das cidades do Maranhão com pessoas infectadas.

Para a SES, apenas três cidades não teriam o registro da doença, são elas: Loreto, Lagoa do Mato e São Félix de Balsas.

Sobre os leitos, atualmente a ocupação de leitos de UTI na capital é de 83,52%, já de leitos clínicos é de 36,95%. No interior, com exceção de Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI está em 82,80% e leitos clínicos em 69,13%. Já em Imperatriz, a ocupação de leitos de UTI alcançou 77,78%, já de leitos clínicos, a taxa é de 74,07%.

Vale destacar ainda que, até o momento, já tivemos 1.768 profissionais da Saúde infectados, mas com 1.616 recuperados e, infelizmente, 33 óbitos durante toda a pandemia.

Os 39 novos óbitos vieram: Alto Alegre do Pindaré (01); Arame (01); Anapurus (01); Araióses (01); Grajaú (01); Matões (01); Miranda do Norte (01); Porto Franco (01); Ribamar Fiquene (01); Santa Quitéria (01); São José de Ribamar (02); Paço do Lumiar (02); Timon (02); Senador La Roque (02); Amarante do Maranhão (03); Açailândia (06); São Luís (12).

50 MIL VIDAS PERDIDAS
Brasil registrou mais de 900 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, mostra consórcio de veículos de imprensa. Casos confirmados passaram de 1 milhão.