Com apoio da Prefeitura de Raposa, 46 alunos do Projeto Escola Debaixo das Árvores - EDA 2021/2022, financiado pela Eneva, receberam, na noite de sábado, 02, os certificados de conclusão das oficinas de Alfabetização e Leitura da 2ª turma, Raposa - Maranhão.

A solenidade para entrega dos certificados contou com a presença da secretária adjunta de Educação, Francisca Trindade; Miguel Lobo, Gerente de Operações da Eneva; Elizabeth Teles, Coordenadora de Responsabilidade Socialda Eneva; Charles Guimarães Chai, Autoridade eclesiástica, Carlos José Silva Baldez; gestor da escola Rural Boa Esperança; Alexandre de Araújo Alves, presidente da Associação Debaixo das Árvores; Ismênia Aguilar de Oliveira Alves, vice-presidente da Associação Debaixo das Árvores e coordenadora pedagógica da Escola Debaixo das Árvores.

Representando a SEMED, Francisca Trindade destacou a parceria da prefeitura na realização desse projeto. Ela ressaltou que o Projeto Escola Debaixo das Árvores contribui para a alfabetização de crianças de 9 a 14 anos que não foram alfabetizadas na idade certa.

Alexandre Alves explicou que a EDA começou em 2013 no Município de Alcântara-MA, lá foram alfabetizadas 82 crianças até 2018. Em 2019 o projeto veio para Raposa, onde 22 crianças foram alfabetizadas na escola Henrique de La Roque. Em 2020 o projeto foi formalizado e constituída a ADA – Associação Debaixo das Árvores. Entre 2021-2022, o projeto foi realizado na Escola Rural Boa Esperança. Ele ressaltou que em agosto de 2021, mesmo na pandemia, recomeçaram os trabalho na Raposa com 56 crianças, devidamente matriculadas na rede municipal de ensino, obedecendo todas as exigências de controle sanitário, distanciamento social e uso de máscaras e álcool em gel.

"A EDA recebeu apoio da Eneva com a doação de todo o material didático e pedagógico para os alunos e professores e também o lanche para todas as crianças que participaram do projeto. Recebemos também o apoio da Prefeitura Municipal da Raposa, na pessoa da secretária municipal de Educação, Verismar Gomes, que disponibilizou o transporte escolar e cedeu salas de aula para a realização das atividades. Mais do que ler e escrever, ensinamos valores como, respeito a Deus e ao próximo, disciplina, obediência, compartilhar, gratidão, dentre outros, pois acreditamos que valores como esses contribuem significativamente para a formação de um bom cidadão", enfatizou.

Elizabeth Teles explicou que o principal objetivo do projeto é a promoção da alfabetização. Ela ressaltou que os alunos foram indicados pela SEMED e passaram por um processo de oito meses de aulas de leitura e escrita. "Temos muita alegria em ter apoiado esse projeto que alfabetizou 46 alunos em Raposa. A Eneva quer ampliar o número de alunos atendidos pela Escola Debaixo das Árvores", declarou.

ENTENDA COMO FUNCIONAVA O PROJETO

Todos os sábados, o ônibus escolar municipal transportava os alunos até a U. E. Rural Boa Esperança, onde eles recebiam o ensino debaixo de um toldo retrátil (que fica preso ao ônibus do projeto), próximo a uma árvore. Mas por causa da pandemia, as aulas do projeto foram ministradas na Escola Rural Boa Esperança, aos sábados pela manhã das 8h30 às 11h30 e a tarde das 14h30 às 17h30, por voluntários capacitados que doaram seu tempo e amor para que as crianças fossem alfabetizadas. Além disso, com o apoio da Eneva, as crianças tiveram oportunidade de participar no dia das crianças de momentos inesquecíveis quando foram ao cinema para assistir um filme com pipoca e refrigerante e depois saborearam um lanche na praça de alimentação do shopping. Receberam também lembranças pelo Dia das Crianças e no Natal.