terça-feira, 20 de fevereiro de 2018
A primeira propositura do presidente da Câmara Municipal de Raposa, Beka Rodrigues (PC do B), em 2018, foi  uma indicação   endereçada ao comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pereira, em que o parlamentar  reivindica  a implantação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) naquele município.

Em sua justificativa, Beka Rodrigues destaca que o referido programa é de elevada envergadura social e  traça um rápido perfil do Proerd.

“O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) tem  como base o DARE. (Drug Abuse Resistance  Education), e foi criado pela Professora Rutty Hellen em conjunto com o Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles, EUA, em 1983. Atualmente o Programa está presente nos 50 estados americanos, e em 58 países.

No Brasil ele chegou em  1992 através da  Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, sendo que desde 2002 se encontra em todos os Estados brasileiros”, salientou o vereador.

Continuando, Beka Rodrigues afirmou que o  Proerd é desenvolvido nas escolas públicas e particulares, no 5º e 7º ano do Ensino Fundamental, na educação infantil (Proerd  Kids) e para adultos com o Proerd para Pais, por policiais militares treinados e preparados para desenvolver o lúdico através de metodologia especialmente voltada para crianças, adolescentes e adultos.

“ O objetivo é transmitir uma mensagem de valorização à vida, e da importância de manter-se longe das drogas e da violência. No Proerd Pais é reforçada a importância da amizade e supervisão dos pais com os filhos” frisou  o parlamentar acentuando que a instalação do Proerd na Raposa é uma necessidade imperativa, por conta do elevado grau da violência, decorrente do tráfico de drogas que vem provocando  um verdadeiro genocídio na juventude, não só da Raposa, mas de  praticamente todos os municípios.

O vereador finaliza assegurando que as drogas representam, atualmente  um autêntico flagelo, uma chaga social, que destroem famílias, destroem sonhos e  impedem o futuro de milhares de  jovens.
Militares fazem operação no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (20) (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Senado analisa nesta terça decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.
Texto foi aprovado nesta madrugada pela Câmara por 340 votos a 72, mas ainda precisa ser votado pelos senadores. Presidente do Senado disse que escolheria relator favorável à medida.
Do G1
O Senado se reúne nesta terça-feira (20) para votar o decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. O início das votações no plenário está previsto para as 16h, segundo a agenda do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

A intervenção já está em vigor desde a última sexta-feira (16), quando o decreto foi assinado pelo presidente da República, Michel Temer. No entanto, para continuar valendo, tem que ser aprovado pelo Congresso Nacional.

Nesta madrugada, a Câmara aprovou a intervenção por 340 votos a 72 (houve uma abstenção), mas o tema ainda precisa ser analisado pelos senadores.

Para ser aprovado no Senado, o decreto precisa do voto favorável da maioria simples dos senadores, desde que estejam presentes pelo menos 41 dos 81 parlamentares.

Rito
Em entrevista a jornalistas na última sexta, Eunício disse que o tema seria analisado com “urgência” pelo Senado. Ou seja, o decreto será levado diretamente ao plenário da Casa, sem passar por comissões.

Antes da votação, caberá a Eunício designar um relator para fazer um parecer oral sobre a intervenção.

Eunício já antecipou que escolherá um relator favorável à medida e que não necessariamente será um senador do Rio de Janeiro. Na Câmara, a relatora foi uma deputada fluminense: Laura Carneiro (PMDB-RJ).

Feito o relatório, cinco senadores favoráveis à intervenção e cinco contrários poderão se inscrever para falar sobre o assunto por 10 minutos cada. Depois disso, será realizada a votação.

Eunício disse que a votação poderá ser simbólica, sem o registro dos votos dos senadores, mas que, caso haja solicitação, será feita no painel eletrônico, com o registro dos votos.

Parlamentares do PT devem votar contra a intervenção. O líder da minoria no Senado, Humberto Costa (PT-PE), disse que o governo não forneceu informações para que a oposição fizesse um julgamento sobre a necessidade da medida.

“Eu acredito que, se essas informações básicas não nos forem dadas, vai ser muito difícil nós darmos o respaldo a essa decisão”, declarou o senador pernambucano.

Já Lindbergh Farias (RJ), líder do PT no Senado, teceu críticas à intervenção durante a sessão do Senado desta segunda.

“Eu tenho coragem para dizer que, infelizmente, o uso das Forças Armadas, numa situação como essa, não vai resolver o problema, porque elas não são feitas para isso. É outro tipo de treinamento. Eles são treinados para a guerra, não para situações como essa”, afirmou.

Aliados do governo, por outro lado, defenderam a medida. Nas redes sociais, Wilder Morais (PP-GO) classificou como “boa” a atitude do Palácio do Planalto.

“Um general assume a segurança pública de um estado que vinha colecionando, em 2017, centenas de mortes de policiais. O crime organizado estava, comandando do Rio de Janeiro, o Brasil inteiro. E veio essa decisão do presidente, de fazer a intervenção para que se possa acabar com a bandidagem, que envergonha o nosso país”, disse Wilder.

“Com certeza, o Rio que terminou o carnaval, vai ter a melhor festa, a festa da sociedade, festejar a segurança, que as pessoas possam ter o direito de ir e vir com segurança e tranquilidade”, completou.

Ao Jornal Nacional, o líder do PMDB no Senado, Raimundo Lira (PMDB-PB), afirmou que a medida levará “maior tranquilidade” à população do estado do Rio de Janeiro.

“O que nós observamos no carnaval, pelo noticiário de televisão, é que foi uma intranquilidade muito grande. A população estava do Rio muito apavorada. Ela [a intervenção] tem que ser eficiente, tem que trazer resultados significativos para atender às expectativas da população”, avaliou Lira.
segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018
Com o objetivo de protestar contra o total abandono da Rua General Arthur Carvalho, na região do Turu, em São Luís e São José de Ribamar,  moradores resolveram fazer a interdição de um trecho da via, na manhã desta segunda-feira (19).

Os manifestantes atearam fogo em pneus e colocaram um faixa para chamar a atenção para o descaso do poder público. O trânsito ficou interditado por algumas horas.
O protesto ocorreu entre os bairros Boa Vista e Miritiua, em São José de Ribamar.

Os moradores reclamam que o serviço de pavimentação nunca foi completado. É grande também o número de assaltos ao longo de todo o trecho da Avenida. Por conta das crateras, motoristas reduzem a velocidade para passar e terminam ficando à mercê da ação de assaltantes.

A Rua General Arthur Carvalho faz a ligação da Avenida São Luís Rei de França à MA-204, constituindo-se em importante via de ligação entre municípios da região metropolitana de São Luís.
Uma equipe PRF da Unidade Operacional de Pedrinhas em São Luís atendeu um acidente tipo derrapagem seguida de colisão, ocorrido no final da tarde desta segunda-feira (19) na BR 135.

Por volta das 17h50 a pista estava molhada no km 5,7 da rodovia, quando uma ambulância da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) se deslocava no sentido crescente da rodovia.
O condutor da ambulância trafegava pela faixa da esquerda e para não colidir na traseira de outros veículos que efetuavam manobra de retorno, desviou, freou,  perdeu controle de direção e colidiu transversalmente em um conjugado trator e reboque que estava parado fora da pista, à direita.

A pista escorregadia, por conta das fortes chuvas, deve ter contribuído para que o motorista perdesse o controle da ambulância.

A velocidade limite no local é de 60km /h.

Outro acidente

A mesma equipe PRF também atendeu um acidente em frente à empresa Vale, no eixo Itaqui- Bacanga, envolvendo uma motocicleta e uma carreta. O condutor da motocicleta teve lesões graves.

Com informações e fotos da PRF
Moradores do bairro Tibiri e adjacências, em São Luís, fizeram a interdição da BR-135, nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (19). A interdição das duas vias da única entrada e saída de São Luís causou engarrafamento quilométrico.

Para o bloqueio, os moradores colocaram fogo em pneus. O movimento só foi disperso com a chegada de uma chuva forte por volta de 8h, além de uma intervenção da PM.
O protesto foi uma reação dos moradores contra o descaso da Prefeitura de São Luís. Eles afirmam que estão sem ônibus há quinze dias porque a empresa se recusa a colocar seus carros para circular pela Avenida Principal do bairro que está tomada por crateras. 

Muitos trabalhadores têm que sair às 4h da manhã de casa e caminhar até 3 km até a BR-135 para pegar transporte para o trabalho. Outros caminham a mesma distância até o conjunto São Raimundo.
A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que recebeu uma comissão de moradores e se comprometeu em iniciar uma operação emergencial de tapa buracos nas ruas da comunidade. Após o período chuvoso será realizado o recapeamento asfáltico das ruas do bairro.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) disse que iria atuar junto à empresa para fazer com que os ônibus voltassem a circular ainda nesta segunda-feira (19).
O desespero diante do resultado da pesquisa DataIlha, a primeira com registro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), fez o grupo Sarney apelar para levantamentos falsos. Nesta segunda-feira (19) , a oligarquia resolveu espalhar uma pesquisa que supostamente havia sido feita em Santa Inês que mostra Roseana disparada na frente de Flávio Dino.

A tática desesperada surge no momento em que Flávio Dino se consolida na liderança disparada em primeiro levantamento realizado no ano eleitoral e consegue aglutinar ascendências políticas e partidárias em torno da continuidade do seu projeto. Para tentar desestabilizar a favorável conjuntura do governador, a oligarquia Sarney parte para a apelação rotineira, de pesquisas fajutas e fake news.

Em 2018, nenhum meio de comunicação poderá divulgar pesquisa eleitoral sem registro TRE. O descumprimento da regra pode acarretar em multa que pode chegar a mais de R$ 100 mil. É o que pode acontecer com quem divulgou o recente levantamento do Instituto Nacional de Opinião Pública (Inop), que aferiu as intenções de votos em Santa Inês.

Sem registro no TRE e sem divulgação do período da coleta de dados, da margem de erro, do nível de confiança, entre outras irregularidades, a pesquisa do Inop é somente mais um embuste fabricado na cozinha do império midiático de José Sarney, que visa a sobrevivência do seu moribundo grupo político.

Essa apelação pode se tornar rotineira. Abre o olho, TRE!
Escola bicampeã do carnaval paulista participou da programação e de missa em São José de Ribamar para agradecer pela conquista.

Mais de 100 pessoas se despediram oficialmente do carnaval 2018, durante este final de semana no tradicional Lava Pratos, festa realizada no município de São José de Ribamar, que chegou a sua 72ª edição.
Durante os dois dias do evento, os foliões puderam dançar, cantar e se esbaldar ao som de diversas atrações locais e nacionais. Porém quem deu o tom do Lava Pratos deste ano, foi a bicampeã do carnaval de São Paulo, Acadêmicos do Tatuapé. A escola, que conquistou seu segundo título consecutivo, mostrou o carisma da escola que cantou em pleno Sambódromo, as belezas e religiosidade do estado que tem como padroeiro, São José de Ribamar.

O público presente, não decepcionou e com um gigantesco coral de vozes também fez ecoar no Parque Folclórico, Teresinha Jansen, o samba-enredo que rendeu o título a escola. Na avenida Gonçalves Dias, entre blocos e escolas de samba, mais de 20 agremiação desfilaram no circuito da Sede, instalado ainda no Carnaval Tradicional.

Frederico Costa e Renata Antunes, turistas de Salvador que passaram o carnaval no Maranhão, falaram da dupla emoção em poder participar da festa e ainda com a presença da escola campeã. “Nossa, que emoção! Vamos levar para Salvador só lembranças e imagens de uma festa muito bem organizada e claro que com a presença de uma escola vencedora, se torna ainda mais mágico”, disse a visitante.

Bastante emocionado, o presidente da Acadêmicos do Tatuapé agradeceu a energia dos ribamarenses além é claro da intercessão e bênção especial que recebeu do santo padroeiro.

“Prometi que voltaríamos aqui se conquistássemos o título, e assim estamos fazendo. Estamos muito felizes com o título, com o apoio e carinho que recebemos dos ribamarenses além é claro da valorosa intercessão e bênçãos de São José de Ribamar que rendeu a conquista do bicampeonato da escola”, agradeceu o presidente durante celebração religiosa realizada no Santuário de São José de Ribamar.

Além do orgulho e satisfação pela homenagem feita ao terceiro maior município em população do Maranhão, o prefeito Luis Fernando destacou o incremento turístico que o destino recebeu.

“Além da homenagem, que rendeu título a escola, nossa emoção é ainda maior em saber que agora, São José de Ribamar, também é destaque em mais de 170 países e isso sem dúvida nos coloca na prateleira de oportunidades internacionais”, pontuou o gestor que também participou da celebração no santuário acompanhado de diversas autoridades, entre elas, o vice-governador, Carlos Brandão, os deputados estaduais Bira do Pindaré e Neto Evangelista, vereadores e o vice-prefeito Eudes Sampaio.

Lava Pratos

Sem nenhum registro de ocorrência grave, a 72ª edição do Lava Pratos contou com um forte esquema de segurança colocando mais de 700 homens da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal além de segurança privada. Barreiras foram montadas ao longo das principais entradas de acesso para a cidade, com orientação para os condutores além de do bafômetro e verificação de documentação.

Na área da saúde, durante os dois dias, um forte esquema foi montado com oferta de atendimento médico que contou também com três ambulâncias, equipes médicas e de enfermeiros e auxiliares, além de distribuição de preservativos e orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis.
domingo, 18 de fevereiro de 2018
O Flamengo não teve umas de seus melhores atuações, mas venceu por 2 a 0 o Boavista, neste domingo, em Cariacica, e conquistou a Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. Com o resultado, os rubro-negros já estão garantidos na semifinal do Estadual.

Depois um primeiro tempo equilibrado, o Rubro-Negro foi superior na etapa final, mas só abriu o placar após gol contra de Kadu Fernandes. A vitória foi sacramentada com gol de Vinícius Júnior.

O jogo – O Boavista surpreendeu o Flamengo nos primeiros minutos, principalmente pela marcação no campo de ataque. O time da Região dos Lagos assustou duas vezes o goleiro César, em chutes de Leandrão e Erik Flores.

Aos poucos, o Flamengo conseguiu criar boas jogadas no ataque e chegou com perigo aos 16 minutos. Após cruzamento, Henrique Dourado finalizou sobre o travessão. No entanto, o Boavista seguia perigoso e quase abriu o placar aos 24. Após cobrança de escanteio, Lucas desviou de cabeça e Réver salvou os rubro-negros antes da finalização de Leandrão.

A partida voltou a ficar aberta e o Flamengo, com mais posse de bola, voltou a assustar aos 26 minutos. Diego cobrou falta, mas viu Rafael voar para fazer grande defesa. Os rubro-negros aumentaram a pressão e tiveram sua melhor chance seis minutos depois. Diego pegou rebote da zaga do Boavista e chutou, só que Kadu Fernandes estava bem posicionado para salvar a equipe da Região dos Lagos.

Depois disso, o Fla passou a dominar o confronto. No entanto, o time seguia tendo dificuldade em armar boas jogadas. O Boavista não conseguia mais avançar nos contra-ataques e apenas procurava se defender. O panorama da partida continuou o mesmo nos minutos finais. Assim, a final da Taça Guanabara foi para o intervalo com o placar inalterado em Cariacica.

Assim como na etapa inicial, o Boavista começou melhor o segundo tempo. Tanto que com um minuto, Leandrão assustou os rubro-negros após aproveitar cruzamento na área. Só que o Flamengo se impôs rápido e respondeu aos cinco. Lucas Paquetá recebeu passe na área e chutou em cima da zaga. A bola sobrou para Éverton Ribeiro, que cruzou para Henrique Dourado. No entanto, o atacante cabeceou pela linha de fundo.

A partir dai, o Flamengo pressionou o Boavista, assim como terminou o primeiro tempo. De tanto insistir, os rubro-negros chegaram ao gol aos 19 minutos. Réver foi lançado na área e escorou para a pequena área. O zagueiro Kadu Fernandes tentou fazer o corte e acabou colocando para a própria rede.

Somente após o revés, o Boavista se lançou ao ataque. No entanto, a equipe da Região dos Lagos não levava perigo a César. Com espaço no ataque, o Flamengo passou a ser mais perigoso e chegou ao segundo gol aos 32 minutos. Éverton Ribeiro cruzou e Vinícius Júnior, livre, finalizou para a rede.

O novo revés acabou com a esperança do Boavista de levar a final pelo menos aos pênaltis. Com isso, o time de Carpegiani dominou amplamente a partida nos minutos finais. Os rubro-negros ainda desperdiçaram algumas chances de ampliar o marcador e não foram ameaçados até o apito final.
Familiares e amigos de Davi Bugarin, de 26 anos, que foi assassinado por um tenente-coronel reformado da PM na quinta-feira (15), realizam uma caminhada neste domingo (18), às 10h, pedindo justiça e a prisão dos suspeitos do crime.

A caminhada será realizada por um grupo de 50 pessoas que estarão com roupas brancas. A saída será do Parquinho e segue por toda extensão da Avenida Litorânea, em São Luís.

O músico foi assassinado a tiros pelo tenente-coronel reformado da PMMA Walber Pestana da Silva. Ele se apresentou à polícia, alegou que agiu em legítima defesa e foi liberado. A filha do coronel, Ingrid Raiane Silva e Silva, que era namorada da vítima, também figura como suspeita.
O protesto é uma forma de pedir justiça e também homenagear Davi Bugarin. Ele era publicitário, empresário e sócio-proprietário da casa de eventos Cidade Velha Pub, localizada no Centro Histórico de São Luís.

Segundo familiares e amigos, o músico era cheio de luz e conhecido pela sua garra, companheirismo e, acima de tudo, alegria.  “Em sua jornada realizou diversos sonhos e ajudou muitos ao seu redor, sempre com positividade. Carisma, amor e irmandade definem o jovem que nos deixou tão cedo”, dizem familiares e amigos do músico
sábado, 17 de fevereiro de 2018
Mesa Diretora da Câmara Municipal de Raposa. Foto: Nonato Aguiar - Jornal Folha do Município  
Mesa Diretora da Câmara Municipal de Raposa abre os trabalhos legislativo de 2018 focada nas prestações de contas de ex-gestores, a começar pelas contas do ex-prefeito Erinaldo Lima, exercício 2003 com parecer prévio  do Tribunal de Contas do Estado - PL - TCE Nº402/2006 pela desaprovação das contas...

Os trabalhos da nova legislatura na Câmara de Vereadores de Raposa, foram reabertos na manhã desta sexta-feira (16/02/2018), em sessão solene que lotou plenário dá câmara.
Os trabalhos foram conduzidos pelo vereador e presidente da casa, Beka Rodrigues(PCdoB), que falou da responsabilidade em conduzir o legislativo: "Hoje foi a abertura dos trabalhos, além da sessão solene que realizamos, fizemos ao mesmo tempo tempo logo uma Sessão Ordinária, onde foram debatidos vários encaminhamentos que serão objetos de pauta de execução, de benefícios para o nosso município de Raposa; e, dentre essas ações da Câmara Municipal, nós demos hoje continuidade da análise das contas do ex-prefeito Erinaldo," disse.     

A I Sessão Ordinária, da II Sessão Legislativa, da 6ª Legislatura de abertura do 1º semestre do ano de 2018, contou com  a presença de nove vereadores: 
Beka
Josivaldo
Joaquim
Laurivan
Enoque
Vonei
Wagner Fernandes
Rosa
Eliene

Além de assessores e funcionários da Casa de Leis, sociedade e profissionais da imprensa, marcaram presença secretários municipais:  Chaves, (secretário municipal de Administração e Planejamento), João Gabina de Oliveira, (Procurador-geral do Município), Tatiana Lisboa Santana, (secretária de saúde), Zélia Maria Moreira Mendonça Pereira, (secretária de educação), Fabricio de Sousa Oliveira, o “Diovo,” (secretário de infra-estrutura), Djalma Fonseca Silva, (secretário de esporte), Edson Duarte, (secretário de turismo), Irmão Edson, (chefe de gabinete da prefeita), e o ex-prefeito José Lací.  
Horário de verão termina neste fim de semana; moradores de 10 estados e DF devem atrasar o relógio em 1 hora
Ajuste deve ser feito por moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
Por G1

O horário de verão, em vigor desde outubro do ano passado, acaba na primeira hora deste domingo (18). À meia-noite entre sábado e domingo, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar o relógio em uma hora.

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica 1 hora "atrasado" em relação a Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam 2 horas atrás.

Economia de energia
O horário de verão foi instituído com o objetivo de economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar.

A medida foi usada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, sem regularidade. Em 2008, ganhou caráter permanente e passou a vigorar do terceiro domingo de outubro até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.

O governo federal chegou a avaliar o fim do horário de verão neste ano, depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia indicou que o programa vem perdendo efetividade. A análise mostrou que a intensidade de consumo de energia elétrica estava mais ligada à temperatura do que ao horário, com picos nas horas mais quentes do dia.

Porém, o Brasil enfrenta um período de estiagem, com hidrelétricas com níveis de água reduzidos, o que vem obrigando o governo a ligar as termelétricas (de operação mais cara) e até mesmo a importar energia de outros países.

Começa mais tarde
O presidente Michel Temer acabou editando um decreto que reduz a duração do horário de verão, e não o elimina. Assim, neste ano, ele começará em 4 de novembro, um fim de semana após o segundo turno das eleições, marcado para 28 de outubro.

A mudança foi um pedido do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, para evitar atrasos na apuração dos votos e na divulgação dos resultados do pleito. Um dos exemplos citados pelo tribunal foi o Acre, onde as urnas são fechadas três horas depois de a contagem de votos já ter sido iniciada nas regiões Sul, Sudeste e parte do Centro-Oeste.
sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018
O tenente-coronel reformado da Polícia Militar Walber Pestana da Silva se apresentou e prestou depoimento à Polícia na tarde desta sexta-feira (16).

Ele é acusado de atirar e matar na noite de quinta-feira (15), em São Luís, o músico Davi Sousa Bugarin de Melo, namorado de sua filha.

A Polícia informou que, por não haver situação de flagrante, Walber foi liberado após prestar depoimento. Segundo o delegado Lúcio Reis, Walber confessou que efetuou os disparos, mas disse que agiu em legítima defesa.

“Ele foi interrogado e apresentou a arma de fogo com os cartuchos utilizados no momento do delito e depois foi liberado. Ele confirmou que efetuou os dois disparos que atingiram, segundo ele, a região da costela do genro que morava com ele há um ano na casa. (...) Disse que, no momento do crime o David o agredia várias vezes e ainda se armou com uma faca. Por isso, precisou pegar um revólver que estava guardado no quarto para se defender", afirmou.

Davi era músico e sócio-proprietário da casa de shows Cidade Velha Pub, situada no Centro histórico da capital.

Com informações do G1
Tremor foi de magnitude 7,2, segundo Serviço Geológico dos EUA. Abalo foi fortemente sentido na Cidade do México e até no sul da Guatemala.
Por G1

Pessoas são vistas na rua após abandonarem prédios depois de terremoto na Cidade do México, na sexta-feira (16) (Foto: Reuters/Claudia Daut) 
Um terremoto de magnitude 7,2 foi registrado no estado de Oaxaca, no sudoeste do México, nesta sexta-feira (16), segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês). Inicialmente ele foi classificado como 7,5, mas depois teve sua magnitude revisada.

O epicentro foi localizado a 2 quilômetros ao sudeste de Pinotepa, em Oaxaca, a uma profundidade de 43 quilômetros.

Segundo o ministro do Interior, Alfonso Navarrete, há informações sobre prédios danificados em Oaxaca, mas nenhum relato de mortes.

Não há registro de mortos ou feridos em decorrência do terremoto. Um helicóptero que sobrevoava a área atingida pelo tremor caiu e três pessoas morreram. O ministro de Governo do México, Alfonso Naverrete, e o governador de Oaxaca, Alejandro Murat, estavam na aeronave e sobreviveram.

O tremor foi fortemente sentido na Cidade do México durante mais de um minuto, por volta das 17h40 (21h40 em Brasília). Os vídeos abaixos, postados por usuários no Twitter, mostram luminárias balançando dentro de prédios na cidade.

Segundo a agência Reuters, há relatos de que o abalo foi sentido também no sul da Guatemala.

Não foi emitido alerta de tsunami.

Em 19 de setembro do ano passado, um terremoto de magnitude 7,1 deixou mais de 300 mortos no México e causou milhões em prejuízos materiais. Outro tremor, em 23 de setembro, teve magnitude 6,2, interrompeu as buscas por sobreviventes e ampliou a destruição.

Os dois abalos de setembro de 2017 ocorreram na mesma região do registrado nesta sexta-feira. De acordo com o USGS, este foi o quinto tremor de magnitude acima de 4 a atingir a área apenas este ano.

O presidente mexicano Enrique Peña Nieto disse que os protocolos do Sistema Nacional de Proteção Civil foram ativados e o governo da Cidade do México informou através do Twitter que, antes de retornar às suas casas, as pessoas devem "checar se há danos, desligar os sistemas de gás e desconectar as fontes de energia".
Os ribamarenses ou visitantes que participarem da 72ª edição do Lava-Pratos terão garantidos um "forte aparato de segurança". A afirmação foi dada pelo prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando, que esteve reunido com representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal no fim da manhã desta sexta-feira (16), para deliberar sobre as ações de segurança durante o Lava-Pratos. 

"Vamos receber visitantes de todo o Maranhão, de outros estados e até de outros países, a nossa cidade vem sendo destaque em todo o mundo e a melhor forma de receber os visitantes é com segurança", pontuou o prefeito.

Mais de 800 pessoas, entre policiais, bombeiros, socorristas, segurança privada, guardas municipais e servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), que atuarão  na segurança e em tendas próximas a pontos da folia. 
Segundo o Comandante do Policiamento de Área Metropolitana (CPAM II), coronel Aritanã Lisboa, a meta do prefeito Luis Fernando e de todas as forças envolvidas é manter o Lava-Pratos ainda mais seguro. "O esquema de segurança também prevê revistas nos acessos da cidade e abordagens em barreiras estrategicamente montadas nas proximidades dos espaços de shows", disse.

Segundo o coronel Aritanâ Lisboa, já no sábado (17), mais de 500 homens devem trabalhar no policiamento ostensivo do evento, enquanto no domingo (18), serão mais de 700 policiais envolvidos na operação, juntamente com o Batalhão de Choque, além do policiamento convencional existente na cidade. 

O patrulhamento a pé será feito por toda a cidade. Nos arredores da sede e nas áreas periféricas, o policiamento utilizará as motocicletas para dar maior agilidade e alcance às abordagens. No centro da cidade, haverá o uso ostensivo das viaturas. Na orla, haverá plantão da cavalaria da Polícia Militar, além das ações do Corpo de Bombeiros. 

A Polícia Militar preparou ainda barreiras responsáveis por revistas de todos que entrarem nos ambientes de programação cultural. Ao todo, serão quatro barreiras feitas pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar. A Polícia Civil manterá o plantão na delegacia de São José de Ribamar, aberto para o registro de ocorrências policiais, caso necessário, além do plantão central do Maiobão.
Estradas
Nos acessos para o município, a Guarda Municipal, em trabalho conjunto com a Companhia de Polícia Rodoviária do Maranhão, montará barreiras de fiscalização do cumprimento da Lei Seca e de monitoramento. De acordo com o Secretário de Transporte Coletivo, Trânsito e Defesa Social, Coronel Gonçalo Alves de Sousa, em ação com parceria da CPRV na MA-201 e MA-204, serão feitas barreiras nas principais entradas da cidade.
Trânsito
O secretário informou ainda que “haverá mudanças no transito das principais vias do município. Na Avenida Gonçalves Dias, o trânsito será interrompido no trecho que compreende a sede da empresa Maranhense até as proximidades da Praça do Santuário. Já na Avenida Garrastazu Médici, o trânsito será liberado somente até o entorno do Porto do Barbosa. Além disso, guardas de trânsitos estarão de prontidão para orientar os transeuntes”. 

(Veja Mapa com Orientação)
Ao todo, 75 agentes, entre guardas e policiais, vão atuar nas barreiras especializadas durante o fim de semana na região de São José de Ribamar.
Com o concurso público para o quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), o Governo do Estado vai preencher mil vagas para a rede de saúde. O certame será realizado, neste domingo (18), em dois turnos: das 8h às 12h (horário local) para os cargos assistenciais e administrativos e das 14h30 às 18h30 (horário local) para os cargos de assistente administrativo e da área médica.

No domingo, ocasião que será realizada a prova objetiva do concurso, o candidato deverá comparecer com antecedência mínima de 60 minutos do horário fixado para fechamento do portão de acesso ao local de realização da prova, além de estar portando documento original com foto e o cartão de informação do candidato, que contém o horário e o local de prova. O cartão pode ser impresso no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br.

Ao todo, mais de 44 mil candidatos concorrem às mil vagas que foram divididas em 28 cargos das áreas médica, assistencial e administrativa. Os salários variam de R$ 1.000 até R$ 7.425,31 para nível médio e superior.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca o fortalecimento da rede de saúde com a execução da Lei sancionada pelo governador Flávio Dino. “Com o concurso, estamos oferecendo acesso por mérito próprio para os cidadãos, segurança e estabilidade. O propósito da gestão do governador Flávio Dino é beneficiar a população com um atendimento digno, humanizado e de qualidade”, ressaltou.

A seleção do concurso será feita em duas etapas e os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas de caráter eliminatório. Na fase seguinte, serão realizadas as avaliações de títulos ou experiências profissionais.

“Além de atender às exigências da Lei, o concurso vai fortalecer o quadro profissional técnico especializado nas nossas unidades de saúde, proporcionando melhorias significativas no atendimento prestado à população”, ressaltou o presidente da Emserh, Vanderley Ramos.

O certame será aplicado nas cidades de Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Imperatriz, Itapecuru, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São João dos Patos, Timon, Zé Doca e São Luís. As demais etapas presenciais do concurso público serão realizadas na cidade de São Luís.

O Instituto AOCP, a empresa organizadora do certame, em publicação no site, dá dicas para evitar problemas no dia da prova, desde o que se pode e o que será proibido levar para o local de provas até como manter o foco na hora de responder as questões.

Orientações para os candidatos 

Cartão de convocação: Os candidatos que não conseguirem ter acesso ao cartão devem entrar em contato com o SAC do Instituto AOCP, pelo telefone (44) 3344-4242, de segunda a sexta-feira (úteis), das 9 às 17 horas (horário de Brasília).

Caneta: Não leve apenas uma caneta e lembre-se que ela precisa ser esferográfica, transparente e de tinta preta ou azul.

Itens proibidos: Óculos escuros, boné, lenço, anotações, relógio, calculadora e qualquer tipo de aparelho eletrônico estão proibidos sob pena de eliminação do candidato.

Celular: Telefones celulares devem permanecer desligados. Na hora da prova, o fiscal indicará onde ele pode ficar acomodado. Caso o aparelho emita algum som, o candidato não tem segunda chance.

Comida e água: O nível de glicose pode cair, você pode ter fome e sede. Leve uma bala, além disso não esqueça da água.

Local de prova: Caso o lugar não seja familiar, visite o local com antecedência.
Davi Bugarin foi morto com dois tiros
por um coronel reformado da PM
Davi Bugarin foi morto com dois tiros após discussão com a filha de um coronel da Polícia Militar do Maranhão. 

Davi Bugarin foi morto com dois tiros por um coronel reformado da PM.
Um coronel reformado da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), identificado como Walber, assassinou o músico Davi Bugarin, que era namorado de sua filha, na noite desta quinta-feira (15), no bairro Parque dos Nobres, em São Luís.

Depois dos disparos, o coronel Walber colocou o corpo de Davi na porta de casa e fugiu do local.

O assassinato ocorreu após o coronel Walber presenciar a filha sendo agredida pelo namorado. Inconformado, o policial pegou a arma e fez dois disparos.

Davi Bugarin trabalhava como músico, era morador do Parque Pindorama e proprietário da casa de shows Cidade Velha Pub, no Centro Histórico de São Luís.

Durante muito tempo, David Bugarin trabalhou no São Luís Shopping. Ele decidiu deixar o emprego para se dedicar à carreira de músico profissional. Ele era proprietário da Ekoar Locações e Produções.

A polícia ainda não conseguiu localizar o assassino do músico. Do blog gilbertolima
A Prefeitura de Raposa por intermédio das secretárias de Comunicação e Cultura realizou cinco dias de folia no município. 

Com o tema “A festa continua”, a prefeita Talita Laci (PCdoB) resgatou as manifestações culturais da cidade pelo segundo ano seguido. 

Uma multidão participou das festividades, que mesmo debaixo de muita chuva não deixou a desejar. 

Destaque para as atrações do domingo de carnaval, dia 11, animado pela cantora Mara Pavanelly e a banda Chikaê. 

Milhares de foliões lotaram o corredor da folia no Viva Raposa de frete pro mar neste Domingo, 11 de Fevereiro. Mara Pavanelly e Chikaê agitaram uma multidão que foi se divertir na terceira noite do carnaval Raposense.
Premier Vídeo Comunicação

Assista ao vídeo abaixo:
quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018
Governador Flávio Dino lidera pesquisa em 2018
Divulgada na manhã desta quinta-feira (15) pela TV Difusora, a primeira pesquisa eleitoral de 2018 mostra um cenário em que o atual governador Flávio Dino tem mais que o dobro das intenções de voto de sua principal concorrente, a ex-governadora Roseana Sarney.
A pesquisa do instituto DataIlha mostra que Flávio Dino teria 62,39% dos votos válidos, contra 29,15% de Roseana Sarney. Com cerca de 5%, o deputado estadual Eduardo Braide aparece em terceiro colocado. Atrás dele, estão empatados Ricardo Murad, o senador Roberto Rocha e a ex-prefeita de Lago da Pedra, Mara Jorge.
– Dois candidatos
Caso a disputa fosse realizada apenas entre Dino e Roseana Sarney, o comunista também venceria, com 66,14% dos votos válidos contra 33,86% de Roseana.
– Aprovação
O estudo revela ainda o nível de satisfação do governo Flávio Dino entre os maranhenses. Segundo o Instituto, Dino mantém a mesma média de aprovação de pesquisas anteriores, com 61,2%.
Perguntados em qual candidato não votariam em hipótese alguma, a maior parte (37,3%) dos eleitores disseram que não escolheriam Roseana Sarney.
– Disputa presidencial
A projeção aponta ainda que caso saia candidato em outubro, o ex-presidente Lula (PT) teria 59,2% dos votos contra 17,4% do segundo colocado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC).
– Registro
Registrada no TRE-MA com o número 06345/2018, a pesquisa do Instituto Datafolha ouviu 2.137 eleitores em 37 cidades do Maranhão de todas as regiões do estado, entre os dias 8 e 9 de fevereiro, logo antes do Carnaval. A margem de erro é de 3,2% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.
quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018
Com críticas ao "Brasil monstruoso", escola falou de corrupção e intolerância.
Beija-Flor de Nilópolis é a grande campeã do carnaval 2018 do Rio de Janeiro.
A Beija-Flor fez um paralelo entre o romance “Frankenstein” e as mazelas sociais brasileiras. Corrupção, desigualdade, violência e intolerâncias de gênero, racial, religiosa e até esportiva formaram o cenário de “Brasil monstruoso”.
Comandado por Neguinho da Beija-Flor, o samba-enredo “Monstro é aquele que não sabe amar (Os filhos abandonados da pátria que os pariu)” foi cantado em coro pelo público da Sapucaí, que ao final do desfile ocupou a avenida, seguindo a escola.
As cantoras Pabllo Vittar e Jojo Todynho foram destaque do carro “O abandono”, representando a luta contra a intolerância de gênero e a intolerância racial, respectivamente.
A Beija-Flor tem agora 14 títulos no Grupo Especial do Rio – só fica atrás da Portela e da Mangueira no total de vitórias.
Voltarão ao sambódromo para o desfile das campeãs, no próximo sábado (17), a Beija-Flor, a Paraíso de Tuiuti, que ficou com o segundo lugar, a Salgueiro, a Portela, a Mangueira e a Mocidade Independente de Padre Miguel.

Rádio Timbira

banner: radio timbira

Contatos

Whatsapp: 98-988916524


E-mail: folhadomunicipio@hotmail.com

Facebook

Navigation