Fernando Muniz desta vez não terá vida fácil na disputa da presidência da Câmara Municipal de Paço do Lumiar... 

Após conquistar a reeleição, no último dia 15 de novembro, o vereador de Paço do Lumiar Fernando Muniz já manobra nos bastidores para renovar também o mandato como presidente da Câmara Municipal. 

Alçado ao comando do Legislativo luminense pela via judicial, Muniz agora tenta convencer os colegas de parlamento de que merece continuar no cargo por decisão do plenário, mas enfrenta forte resistência, em razão do seu histórico de trairagens na política local.  

Especialista em apunhalar aliados pelas costas, Fernando Muniz é dono de extensa folha corrida quando o assunto é traição. 

Que o digam os últimos prefeitos que lhe deram guarida e depois foram atraiçoados sem piedade.  Um deles foi Josemar Sobreiro, que abrigou Muniz em sua gestão, após o mesmo ter sido derrotado nas urnas em 2012. 

Contemplado com o cargo de secretário municipal de Cultura, o então ex-vereador não apoiou a reeleição do chefe, se bandeamento na campanha para o palanque do adversário Gilberto Aroso, sem agregar valor algum, já que o mesmo perdeu.  

A trairagem de Fernando Muniz continuou na administração de Domingos Dutra, eleito em 2016. Antes do afastamento do Futi por graves problemas de saúde, foram muitas as tentativas do presidente da Câmara de cassá-lo, mesmo declarando apoio ao então chefe do Executivo municipal. 

Enquanto, publicamente, fingia ser aliado do prefeito, por trás, lançava mão dos seus métodos sorrateiros para tentar arrancá-lo da cadeira.  

Na sequência, veio Paula Azevedo, que também foi alvo das artimanhas de Muniz. Após se passar por aliado, mudou para o lado do candidato Fred Campos, deixando a prefeita e seu grupo estarrecidos, pois ainda teve a ousadia de tentar unir forças políticas para cassá-la, sem sucesso. 

Se o plano de derrubar Paula não deu certo, pelo menos o vereador conquistou a reeleição, apesar da aliança com o derrotado Fred.  Tendo a traição como uma espécie de vício, Fernando Muniz agora investe pesado para continuar presidindo a Câmara Municipal. Após tomar na Justiça o mandato do ex-presidente Marinho do Paço, não reeleito no último pleito, ele busca o apoio dos colegas para se manter à frente do Poder Legislativo em Paço do Lumiar.  

No entanto, o cenário parece mais complicado desta vez, pois falta credibilidade a Muniz, após sucessivas traições, algumas delas escancaradas. 

Nem mesmo as promessas de agraciar os colegas de parlamento com melhor tratamento têm surtido efeito.  

O mais recente ato a reforçar a desconfiança no presidente foi a demissão de todos os assessores dos demais vereadores. 

A canetada cruel só não atingiu a equipe do próprio Muniz, mantida com todas benesses da Casa.  

Apesar do conduta política desabonadora, que o tornou uma figura inconfiável, Fernando Muniz ainda tem a audácia de pleitear novamente a presidência da Câmara. Haja cinismo!