Após reunião com representantes da classe patronal, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão havia decidido pela manutenção da greve marcada para a próxima semana, mas acabaram voltando atrás da decisão após o anúncio da prorrogação de medidas restritivas na Ilha de São Luís pelo Governo do Estado.

Os trabalhadores do transporte coletivo dizem que ainda pretendem cruzar os braços em protesto à falta de acordo com os patrões sobre as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho.

Segundo os rodoviários durante a reunião entre as partes, ocorrida na tarde de quinta-feira (11) “os empresários não apresentaram nenhuma contraproposta, que pudesse atender as reivindicações dos trabalhadores”. Uma nova data para a greve ainda será marcada.