A Câmara Federal aprovou, na noite de quarta-feira (12), o retorno das coligações partidárias nas eleições proporcionais e rejeitou o chamado “distritão” para as eleições de 2022.

Como na votação existiu uma modificação na Constituição Federal, a proposta precisa ser aprovada em dois turnos na Câmara e no Senado para entrar em vigor. Para valer nas eleições de 2022, as mudanças precisam ser promulgadas até o início de outubro.

Para o retorno das coligações partidárias, 333 deputados votaram a favor e 149 foram contrários. A maioria da Bancada Federal do Maranhão foi favorável ao retorno das coligações para as eleições de deputados e vereadores.

Dos 18 deputados federais do Maranhão, 12 votaram a favor (Aluísio Mendes, André Fufuca, Bira do Pindaré, Cléber Verde, Gastão Vieira, Gil Cutrim, Josivaldo JP, Júnior Lourenço, Juscelino Filho, Pedro Lucas, Rubens Júnior e Zé Carlos). quatro deputados foram contrários (Edilázio Júnior, Hildo Rocha, Josimar de Maranhãozinho e Pastor Gildenemyr). Ainda tivemos dois parlamentares maranhenses ausentes (João Marcelo e Marreca Filho).