O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão comunicou nesta quinta-feira, 4, que pode voltar a deflagrar greve geral em São Luís em virtude do descumprimento de acordo pelo SET, o sindicato dos empresários.

De acordo com o que ficou acertado para o fim do movimento, na segunda-feira, 1º, os salários em atraso seriam pagos até a última quarta-feira, 3. Os trabalhadores, contudo, alegam que seis empresas não o fizeram, e prometem nova paralisação em três dias, caso a situação não seja solucionada.

As empresas que não cumpriram o acordo, segundo os rodoviários, são: Autoviária Matos Ltda; Viação Abreu/Seta Transportes; Plarieta / São Benedito; Ratrans; Pelé / Patrol e Grupo 1001.

“O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão ressalta, que segue atento a toda esta situação e caso, até quarta-feira (10), as empresas cumprirem com o compromisso feito, perante o Prefeito de São Luís, Eduardo Braide, pagando os salários dos trabalhadores, a paralisação será suspensa, caso isso não aconteça, não restará outra alternativa que não seja, suspender as atividades nas seis empresas citadas”, diz a categoria em nota (veja acima - do blog ).